• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    La vida gira como una noria
    Me pierdo por cada rincón
    Le canto al cielo y no me importa
    La risa es mi nueva religión

    La vida gira, gira cual remolino
    Y aunque hay paradas antes de mi destino
    Mi rumbo es claro y el viento es firme
    Y no me olvido de mis raíces

    Solo hay que vivir
    Que nadie pueda etiquetar mis pasos
    Soy timonel de mi propio barco
    Solo hay que vivir
    Sin esperar que me den nada a cambio
    No pierdo el tiempo esperándote sentado
    Y bailo

    La vida sigue sin mi permiso
    Si me enamoro siempre improviso
    Hay despedidas que nunca permito
    Del miedo amar yo soy fugitivo

    La vida sigue dando lecciones
    Y así aprendí a quererme en ocasiones
    Todo se mueve y nada es en vano
    Mi corazón nunca estará en el calendario

    Solo hay que vivir

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Pablo Alborán

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.