El Olvido (tradução)

Pablo Alborán

Terral


O Oblivion


é longo

Você não estará em meus braços

é longo

Não há mais flores ou vinho na varanda

é longo

Não mais raiva nos olhos

é longo

Não olhe para o meu corpo deitado na cama


Não, não pode ser sua alma gêmea

Eu sei que não está certo e acabou

Se você der esta perdido

eu ir antes que ele atinja o esquecimento

vai sair deste sonho proibido

punir o tempo eu vivi com você

Se isso é impossível

É melhor você sair imediatamente

não vai fingir que eu ainda amo morrer

Quando você acabou de abrir minhas feridas


é longo

Minha canção já não consola essa dor

é longo

nosso reino desmorona por causa dos dois

é longo

Pelo menos tem cara a cara que isso acabou

Vamos descobrir destemidamente para nos matar

Não, não pode ser sua alma gêmea

Eu sei que não está certo e acabou


Se você der esta perdido

eu ir antes que ele atinja o esquecimento

vai sair deste sonho proibido

punir o tempo eu vivi com você

Se isso é impossível

É melhor você sair imediatamente

não vai fingir que eu ainda amo morrer

Quando você acabou de abrir minhas feridas


sieño de um futuro é longo para dois

Não mais pensar em nós

Agora estou sozinho e ainda acredito no amor

Embora às vezes me machucar e, gostemos ou não

Domine meu coração duro


Se você der esta perdido

eu ir antes que ele atinja o esquecimento

vai sair deste sonho proibido

punir o tempo eu vivi com você

Se isso é impossível

É melhor você sair imediatamente

não vai fingir que eu ainda amo morrer

Quando você acabou de abrir minhas feridas

El Olvido


Se acabó

No estarás en mis brazos

Se acabó

No habrá más flores ni vino en el balcón

Se acabó

No hay más que furia en las miradas

Se acabó

No busques mi cuerpo tendido en la cama


No, quizás no sea tu media naranja

Ya sé que no estamos bien y que se acaba

Si esto lo das por perdido

Me iré antes que llegue el olvido

Saldré de este sueño prohibido

Castigaré el tiempo que viví contigo

Si esto no tiene salida

Más vale marcharme enseguida

No voy a fingir que aún te quiero a morir

Cuando acabas de abrir mis heridas


Se acabó

Mi canción ya no consuela este dolor

Se acabó

Se derrumba nuestro reino por culpa de los dos

Se acabó

Al menos ten la cara de afrontar que esto terminó

Busquemos salida sin miedo a matarnos

No, quizás no sea tu media naranja

Ya sé que no estamos bien y que se acaba


Si esto lo das por perdido

Me iré antes que llegue el olvido

Saldré de este sueño prohibido

Castigaré el tiempo que viví contigo

Si esto no tiene salida

Más vale marcharme enseguida

No voy a fingir que aún te quiero a morir

Cuando acabas de abrir mis heridas


Se acabó el sieño de un futuro para dos

Se acabó pensar en un nosotros

Ahora ya estoy solo y aún creo en el amor

Aunque a veces me lastime y, quiera o no

Domine mi duro corazón


Si esto lo das por perdido

Me iré antes que llegue el olvido

Saldré de este sueño prohibido

Castigaré el tiempo que viví contigo

Si esto no tiene salida

Más vale marcharme enseguida

No voy a fingir que aún te quiero a morir

Cuando acabas de abrir mis heridas

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS