Inimigo do Peito

Otavio Augusto e Gabriel

Mala Amarela


Descobri que o pior inimigo que eu tenho
Vive junto comigo,no mesmo abrigo,em meu sentimento
Inimigo que eu não consigo vencer
E não posso querer afastá-lo de mim
Senão vou morrer
Ele só se apaixona pela pessoa errada
Dá amor à vontade,afeto e carinho e nunca cobra nada
Esse meu coração me judia assim
A impressão que me dá
É que meu coração nunca gostou de mim

Ele dá tanto amor esperando carinho
Logo fica sozinho,pois sempre confia
Em quem lhe engana
E quem sofre depois
Seus amores perdidos
É meu corpo sofrido
Que fica rolando à noite na cama

Coração,por favor,dê uma trégua pra mim
Não procure outro alguém para ser o seu bem
É melhor assim
Quero viver sozinho pra nunca mais sofrer
Nessas suas batalhas
Você nunca soube uma delas vencer
Coração queira ser meu amigo do peito
Lute junto comigo nas mesmas razões
Pelos mesmos direitos
Deixe o tempo passar
Logo,logo aparece um alguém que te ame
Com todos agrados que você merece

Você dá tanto amor esperando carinho
Logo fica sozinho,pois sempre confia
Em quem lhe engana
E quem sofre depois
Seus amores perdidos
É meu corpo sofrido
Que fica rolando à noite na cama

Compositor: J.a. Longo E Santaninha

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Otavio Augusto e Gabriel no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS