Solidão

Oswaldo Montenegro


Fique a vontade também acabei de chegar.
Está tudo desarrumado e não deu tempo para eu organizar.
A minha casa está vazia, tudo foi levado e de valor.
De que adianta a primavera se o meu mundo perdeu a cor.

Viu aquela flor no vazo?
Ela está passando sede.
E não é só isso, lembra daquele retrato colorido?
Ja tirei da parede.
Portanto hoje a minha casa está desarrumada.
É aquele negócio, não tenho tempo para mais nada.

Vivo só na correiria, levanto cedo e não côo mais o café.
Vou tomar um pingado bo bar da esquina do sr. José.
Paro ali em frente na espera do ônibus e ele vem lotado.
Vou para o meu serviço e quando lá chego, já me sinto cansado.

Para falar a verdade até a fome não passa mais perto de mim.
Continuo com o meu trabalho que está no começo.
E sendo muito desgastante a Deus eu agradeço.
Por isso não repare, está tudo desarrumado.
Antes ficava tudo em ordem, mas isso já é parte do passado.

Sei que você não é de reparar porque há muito tempo te conheço.
Vamos lá para cozinha, vou fazer uma sopinha e não precisa agradecer.
Não se vai gostar, mas eu aprendi a cozinhar com quem me viu nascer.

Olha, o meu quarto parace que é de solteiro e está todo desarrumado.
Só acordo quando o despertador toca e porque deixo programado.
Por favor, não repare, porque a minha vida é assim.
Às vezes quando pensamos que ela está no começo
na verdade ela está no fim.

Compositor: Osvaldinho(osvaldoluisbacete@hotmail.com)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Oswaldo Montenegro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS