Muito mais que só letras de músicas

  • Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    A música que vão ouvir é brincadeira
    Vampiros não existem, mas sim,
    Existem de outra maneira
    Alguém suga coisas em você e em mim
    A morte é igual, falsa e verdadeira
    Mãe do início, avó-do-fim
    Que seja a morte o fim da esperança
    A morte é o beijo que ficou sem graça
    É a velha que já não dança
    É quem não gosta de você de graça
    É o ciúme que devora e cansa
    É a paixão que te incendeia e passa
    A morte é a família que te odeia
    É a inveja de quem você adora
    Como um sangue que sabota a veia
    É a tua espera quando alguém demora
    É o amigo lá da tua aldeia
    Que esqueceu aonde você mora
    Que seja a morte a morte de quem você quer bem
    É o vício de quem espera a sorte
    Pra quem a sorte nunca vem
    É a morte de quem vem do Norte
    E passa a vida esperando o trem
    É o pai que não diz que te ama
    Para alguns, Castelo de Vestal
    Pra mim é quando alguém me engana
    Para alguns é só ponto final
    A morte é o quadro-negro com saudade da mão com giz
    Para alguns é dor
    Para outros, sossego
    A platéia vazia é a morte da atriz
    Por fim, é um brinde a viver sem medo
    Que a vida compense
    E que seja feliz

    No velho castelo de vestal
    Entre antigos copos de cristal
    Bebem os vampiros e os anões
    À saúde do seu rei
    Desirée princesa do local
    Namora com a noite e o temporal
    Velho inimigo das paixões
    Levou seu amado rei

    A mágica ensina o que a lógica evita
    Princesa acredita, viver é bom
    Por mais que pareça que a dor é infinita
    Princesa acredita, viver é bom
    Olha princesa, a dor de viver
    É a dor de não ter a resposta
    Em seguida do gesto
    É a dor de não ver o exato contorno
    Do que se queria enxergar
    Ah, da pena de ver
    O sutil descompasso, o total desacerto
    Entre a água e a sede
    Entre o peixe e a rede
    Entre a linha e o ponto
    E esse tal desencontro, princesa
    É a dor de viver
    Queria te dar tanta coisa bonita
    Princesa acredita, viver é bom

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Oswaldo Montenegro

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.