Página inicial > MPB > O > Oswaldo Montenegro > Goyarecê Mulungo

Goyarecê Mulungo

Oswaldo Montenegro

Leo e Bia: 1973


E quem não tem amor do lado
Não é de lugar nenhum
Oi, não é de lugar nenhum, (vira poeira)
Não é de lugar nenhum (vira poeira)

E quem vai ser abençoado
Hoje é Logum Edé e Ogum
Hoje é Logum Edé e Ogum (vira poeira)

Olha o perfume do passado
No gingado de Olodum
Ó no gingado do Olodum, (vira poeira)
No gingado de Olodum, (vira poeira)

Quem não tem amor do lado
Não é de lugar nenhum
Oi, não é de lugar nenhum, (vira poeira)
Não é de lugar nenhum, (vira poeira)

A moça estranha do sobrado
Põe feitiço em qualquer um
Oi, põe feitiço em qualquer um, (vira poeira)
Põe feitiço em qualquer um, (vira poeira)

O viajante aqui do lado
Tá calado ele é de Oxum
Oi, tá calado ele é de Oxum, (vira poeira)
Tá calado ele é de Oxum, (vira poeira)

E misturou tá misturado
Inté romã com girimum
Até romã com girimum, (vira poeira)

E o que nasceu tá condenado
Até o homem incomum
Até o homem incomum, (vira poeira)

Toda palavra de gutu (vira poeira)

Oi, quem não tem amor do lado
Não é de lugar nenhum
Não é de lugar nenhum, (vira poeira)

Oi, põe feitiço em qualquer um, (vira poeira)
Se tá calado ele é de Oxum, (vira poeira)
Até romã com girimum, (vira poeira)
Até o homem incomum, (vira poeira)
Toda palavra de guru, (vira poeira)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Oswaldo Montenegro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS