Construção

Oswaldo Montenegro

Millennium: Oswaldo Montenegro


Amou daquela vez como se fosse a ultima
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
Atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse maquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e lagrima
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Agonizou no meio do passeio publico
Morreu na contramão atrapalhando o trafego

Compositor: Chico Buarque

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
essa letra:

Ouça estações relacionadas a Oswaldo Montenegro no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS