Cem Ovelhas

Ozeias de Paula


Eram cem ovelhas
Juntas no aprisco
Eram cem ovelhas
Que amante cuidou
Porém, em uma tarde
ao contá-las todas
Lhe faltava uma
Lhe faltava uma
E triste chorou

As noventa e nove
Deixou no aprisco
E pelas montanhas
A buscá-la foi
A encontrou gemendo
Tremendo de frio
Curou suas feridas
Pôs logo em seus ombros
E ao redil voltou

Essa mesma história
Volta a repetir-se
Pois, muitas ovelhas
Perdidas estão
Mas ainda hoje o Pastor Amado
Chora suas feridas
Chora suas feridas
E quer te salvar

As noventa e nove
Deixou no aprisco
E pelas montanhas
A buscá-la foi
A encontrou gemendo
Tremendo de frio
Curou suas feridas
Pôs logo em seus ombros
E ao redil voltou

Curou suas feridas
Pôs logo em seus ombros
E ao redil voltou
Curou suas feridas
Pôs logo em seus ombros
E ao redil voltou

Compositor: Ozéias De Paula E Elizeu Gomes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ozeias de Paula no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS