Página inicial > Regional > O > Os Monarcas > Cova de Touro

Cova de Touro

Os Monarcas

Dose Dupla: Os Monarcas


Eu dei meu primeiro berro
num fundão de campo aberto
desmamado em tempo certo
me criei em pelo fino
arisco, meio chatinho
de um rincão indo pra o outro
comendo cupim de touro
e sovando lombo de potro.

E foi lá nos pagos de Soledade,tchê! (FALADO)

Sou cria da natureza
primo da água e do vento
eu fui parado ao relento
que nem broto de pau-ferro
na madrugada dou um berro
que lá no capão ressoa
acordando a sapaiada
nas barrancas da lagoa.

E é de levantar serração! (FALADO)

Moro no Garrão do Cedro
onde berra o boi-tatá
meu vizinho é um tamanduá
e afurna no pé de aroeira
nas noites de sexta feira
de longe ouve a gasnada
um lobisomen aparece
e vem pelear com a cachorrada.

E eu fico só apreciando a peleia! (FALADO)

Quando me vou pra um surungo
com a água a meia costela
volteio igual cascavel
bato os dentes igual capincho
esgancho as ventas num guincho
vou farejando namoro
aonde eu danço na espora
fica igual cova de touro.

E eu já gastei muito salto de bota por este mundão afora! (FALADO)

Vim no mundo por acaso
e por acaso me vou
e o meu pai me ensinou
que eu não perdesse o meu tempo
não vou dar tempo ao tempo
que o meu tempo passará
passando sei que não chego
aonde eu quero chegar.

Mas esta vida velha é pra lá de boa, tchê! (FALADO)

Compositor: Tio Nanato/gildinho

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Os Monarcas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS