Página inicial > Regional > O > Os Monarcas > Cheiro de Galpão

Cheiro de Galpão

Os Monarcas

Dose Dupla: Os Monarcas


Esta vaneira tem o cheiro de galpão
que reacende meu olfato de guri
é pai de fogo da memória dos fogões
essência bugra que me trouxe até aqui.

Esta vaneira tem o cheiro chimarrão
de seiva chucra derramada no braseiro
quando a fumaça do angico se mistura
com o odor de figueirilha no palheiro
quando a fumaça do angico se mistura
com o odor de figueirilha no palheiro.

Esta vaneira tem um Q de quero mais
que reativa um paladar que já foi meu
relembra a rapa da panela que furou
e num cantinho da memória se perdeu.

Esta vaneira tem sabor de araça
jaboticaba, guabiroba e ariticum
por isso lembro o tempo bueno de piá
enlambuzado de pitanga e guabiju
por isso lembro o tempo bueno de piá
enlambuzado de pitanga e guabiju.

Esta vaneira tem o dom de reviver
fazer as cores que o tempo desbotou
sentir as formas que o tato esqueceu
e ser de novo o que eu fui e já não sou.

Esta vaneira tem um Q de nostalgia
que traz de volta o romantismo do cantor
revigorando um coração que endureceu
e não queria mais ouvir falar de amor
revigorando um coração que endureceu
e não queria mais ouvir falar de amor.

Compositor: (nilo Barros De Brum/sergio Rosa)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Os Monarcas no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS