Gaiola de Bronze

Os Filhos de Goiás


Meu amor brigou comigo sem motivo e sem razão.
Me deixou abandonado na mais triste solidão.
Maginei a minha vida,o que eu devia fazer?
De tanta dor e paixão,meu Deus,senti vontade de
morrer.
Ela estava aborrecida,estava nervosa demais.
O que houve entre nós,meu Deus,fuxicos e nada mais.

Vou mandar fazer uma espada no sistema estrangeiro.
Pra cortar em um segundo as linguas dou fuxiqueiros.
Vou mostrar pro meu amor que sou muito carinhoso.
E também que sou capaz de dar fim desses invejosos.
Sou um homem justiceiro,de errar não sou capaz.
Sou homem no meu direito,meu Deus,é isso e nada mais.

Vou mandar fazer depressa,com capricho e bem segura.
Uma gaiola de bronze fundida com pedra dura.
Vou prender os fuxiqueiros,invejosos e mal-feitores.
E depois então serei meu Deus,feliz com o meu amor.
Depois de tudo pronto,ponho anúncio nos jornais.
Meu amor brigou comigo,meu Deus,Por ciúme e nada mais.

Compositor: Maurico/milton José

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Os Filhos de Goiás no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS