Página inicial > Indie > O > O Terno > Nada/Tudo

Nada/Tudo

O Terno

<​atrás/além>


Eu cansei de imaginar
Se for pra ser, será
Não tem como prever
E idealizar
Serviu pra eu me prender
E me paralisar
De frente com a verdade

Ir crescendo no vazio
Se o vazio for crescendo
Aceitar o desafio
Desafio o próprio tempo
Nesses tempos de chegada
Nesses tempos de partida
Aceitar a caminhada
Não temer a despedida

Hoje o nada vai dizer
Tudo o que pode ser
Silêncio pra cantar
Em branco pra escrever
Vontade pra empurrar
Tristeza pra esquecer
Sair da fortaleza

Como é que vai Vaquinho
Como é que vai Luiza
Como é my brother Charlie
Salve Tute, salve Geeza
Companheiro Bielzinho
Porows, Peixe
Nóis, clubinho
Mari e turma da pesada
Não me sinto tão sozinho

Compositor: Tim Bernardes

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a O Terno no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS