PĂĄgina inicial > Indie > O > O Terno > Eu Confesso

Eu Confesso

O Terno

O Terno


Eu confesso
Que gosto das moças do bairro onde eu moro
Do estilo indie-hippie-retrĂŽ-brasileiro
Que habitam os bares e ruas daqui
E eu não quero deixar ninguém ver que eu sou mesmo
O que pensam de mim quando me veem na rua
Classe média enjoada com pinta de artista
SerĂĄ que eu sou tĂŁo previsĂ­vel assim?

Essa nĂŁo, ai meu Deus
Que tragédia, eu não posso viver sendo igual a ninguém
E eu pensei que era inteligente mas de nada eu sei
Minha mãe me falou que bonito era eu, mais ninguém
Como pode a mãe dele ter dito pra ele também?

Eu confesso
Que gosto das moças do bairro onde eu moro
Do estilo indie-hippie-retrĂŽ-brasileiro
Que habitam os bares e ruas daqui
E eu não quero deixar ninguém ver que eu sou mesmo
O que pensam de mim quando me veem na rua
Classe média enjoada com pinta de artista
SerĂĄ que eu sou tĂŁo previsĂ­vel assim?

Essa nĂŁo, ai meu Deus
Que tragédia, eu não posso viver sendo igual a ninguém
E eu pensei que era inteligente mas de nada eu sei
Minha mãe me falou que bonito era eu, mais ninguém
Como pode a mãe dele ter dito pra ele também?

Eu confesso
Que gosto das moças do bairro onde eu moro
Do estilo indie-hippie-retrĂŽ-brasileiro
Que habitam os bares e ruas daqui
Que tragédia, eu não posso viver sendo igual a ninguém
E eu pensei que era inteligente mas de nada eu sei
Minha mãe me falou que bonito era eu, mais ninguém
Como pode a mãe dele ter dito pra ele também?
Eu confesso
Eu confesso!
Eu confesso!
Eu confesso!

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta mĂșsica

Ouça estaçÔes relacionadas a O Terno no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS