Página inicial > MPB > O > O Teatro Mágico > Todos Enquantos

Todos Enquantos

O Teatro Mágico

Grão do Corpo


Todos meus tantos, são teus
Todos enquantos
Todos meus santos, ateus
Desde quando nosso encantamento feneceu
Finjo-me anjo, Orfeu
Alivia o alvoroço com cuidado teu

Mas, diz quanto é tanto eu não sei nem, bem
por onde procurar
Há um ledo engano em não querer,
ver que é dom, recomeçar

Todos meus tantos, são teus
Todos enquantos
Finjo-me drama, Romeu
Faz de conta que ainda somos quem nos escreveu

Torna-te quem tu és, canção,
clarão, crescente, transcender
não arrisque crer na intuição,
que em vão nos faz desvanescer

Letra enviada por Bárbara Carréra

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a O Teatro Mágico no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS