Página inicial > Reggae > O > O Rappa > A Todas As Comunidades do Engenho Novo

A Todas As Comunidades do Engenho Novo

O Rappa

Lado B Lado A


Eu moro na comunidade do Engenho Novo
À todas as comunidades do Engenho Novo.

Tenho referencial para chegar no
Bairro então
Souza Barros 24 e a Marechal Rondon
Tem Buraco do Padre para quem
Quiser passar
Tem igreja Conceição para quem
Quiser rezar

À todas as comunidades do Engenho Novo
Eu moro na comunidade do Engenho Novo
Moro na comunidade do Engenho Novo
À todas as comunidades do Engenho...Éee

Em todo lugar pela-saco tem
No Engenho não é diferente
Tem pela-saco também
Pra não parecer que é marra minha,
Meu irmão no Engenho tem gente fina
Gatinha e sangue bom.

Todo mundo diz que o funqueiro
É um animal
Pela-saco falador tem tudo que
Tomar um pau
Quando chega a tarde a sensação
É o futebol
E a noite com a gatinha
Curtir um baile na moral.

Eu moro na comunidade do Engenho Novo
À todas as comunidades do Engenho Novo
Moro na comunidade do Engenho Novo
À todas as comunidades do Engenho...Éee

É, a todos os bailes eu quero agradecer
Tem Sargento, Magnatas e também
o Garnier
Céu Azul, Matriz, Rato Molhado, Jacaré,
São João, Mangueira, Sampaio, fiquei na fé

Cabeça feita em casa ou em qualquer lugar
Pra quem gosta do assunto vamos
Logo "shapear"
Quando chega a tarde
No Parque Santos Dumont
Pra quem não conhece o Engenho
Tá convidado sangue bom

Eu moro na comunidade do Engenho Novo,
À todas as comunidades do Engenho Novo
Eu moro na comunidade do Engenho Novo,
moro na comunidade do Engenho Novo... Éee

Partideiro que é partideiro não
Pode vacilar
Quando entra no samba
Tem que versar, tem que versar
Partideiro que é partideiro não
Pode vacilar
Quando entra no samba
Não pode ficar de blá-blá-blá.

Muitas pessoas vão se
Influenciar
E vão falar pra você
Não aparecer mais por lá
Só que a questão
Camarada sangue bom
É tudo tudo sem interesse
É tudo tudo coração.

Quem fuma, quem fuma,
Quem bebe, quem cheira
Tem que chegar no sapatinho
E não ficar de bobeira,
Quem fuma, quem fuma,
Quem bebe, quem cheira
Tem que chegar no sapatinho
E não ficar de bobeira.

Porque quem está lá em cima
Não tá de vacilação
Tá de olho no movimento
de olho na situação

E quem está lá em cima
Não tá, não tá de bobeira não
Tá ligado no movimento
Tá ligado na situação

Morteiro na mão,
Estrondo no ar
Avisando que a polícia
Qualquer hora vai chegar

O morro amado
Ao mesmo tempo temido
Comandado por irmãos
Comandado por amigos
Só que a questão
Camarada sangue bom
É tudo tudo sem interesse
É tudo tudo coração

Como já dizia Cartola
As rosas não falam
Se eles choram
Por que é que eu vou chorar
Eu vou me emocionar
Quando a minha escola
Na avenida entrar
Mostrando ao mundo
O que eu quero ver
Como já dizia Renatinho,
Valtinho, Cotoco
É mangueira verdadeira
Área de lazer.

Morteiro na mão,
Estrondo no ar
Avisando que a polícia
Qualquer hora vai chegar.

Quarta e sexta-feira
Rola rola o futebol
O morro desce em peso
Pra jogar na moral
A regra aqui uma falta
Não existe
Se não gostou vacilão
Fica de fora e assiste.

Morteiro na mão,
Estrondo no ar
Avisando que a polícia
Qualquer hora vai chegar.

Eu moro na comunidade do Engenho Novo,
À todas as comunidades do Engenho Novo
Eu moro na comunidade do Engenho Novo,
À todas as comunidades do Engenho Novo.

É, eu moro lá, eu moro lá,
Engenho Novo, Engenho Novo.
Paz

Compositor: Falcão, Zandão

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a O Rappa no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS