Monstro

O Quarto Imaginário

O Ciclo


Mais uma marca que não vai sumir
Ele não poder evitar
E o monstro ainda ousa dizer
Que essa dor precisa aguentar
Talvez pela frustração
De não poder se revelar
Já que a luz mal consegue se infiltrar
Talvez essa seja a forma que encontrou
Pra amenizar
Essa culpa por não saber lidar

Corra não olhe pra trás
Não vá deixar o monstro te pegar
Não deixe ele te ver
Vai ser melhor se ninguém ver
O monstro gosta de aparecer
De se mostrar
Corra não olhe pra trás
Não vá deixar o monstro te pegar
Não deixe ele te ver
Vai ser melhor se ninguém ver
O monstro gosta de aparecer
De se mostrar

Ama a esposa nos faróis
Mas sempre preferiu outros nos seus lençóis
Tentou esconder isso até de si
E o desejo se tornou frustração
E a vontade reprimida em agressão
Golpes desferidos em quem não podia revidar
Foi isso que o monstro precisou pra se libertar

Corra não olhe pra trás não vá deixar o monstro te pegar
Não deixe ele te ver
Vai ser melhor se ninguém ver

Compositor: Stefano Rodrigues

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a O Quarto Imaginário no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS