Página inicial > Rock > N > Nôva > Tempestade

Tempestade

Nôva


Nem sequer o tempo desfaz o rastro do tufão.
Nos lábios secos e calados: confusão!
Pois no deserto em si, esconde toda a intenção
E faz meu mundo colidir, restando pó!

Cai a noite, sopra o vento, e em clarões: Miragem!
Um rosto a esquecer.
Preso no olhar, sem me falar eu percebo..
A tempestade fez de mim só!

Nem sequer o tempo escravo da indecisão,
Corpo lacrado se nega a opção.
Se a procura fez tudo isso ser em vão.
Faz meu mundo colidir restando pó

Compositor: Guilherme Hoffart e Nôva

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Nôva no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS