• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • PLAY

    Encontrou algum erro na letra ou tradução? Colabore com a gente clicando nas frases abaixo ou enviando uma correção completa »
    Erämaan Viimeinen
    Nukkuu korpi, ja nyt, aatoksissain minä matkaa teen
    Yli metsien, uinuvan veen
    Kuutar taivaan yön valaisee
    Maalaa maiseman, pohjoisen siimeksen

    Unta onko tää,
    Vai kuolema jossa palata sinne saan missä
    hiillos jo luovuttaa lumen alla
    Kun astun maailmaan, erämaan aikaan

    Ensilumi satoi kahdesti
    Maalasi sieluni taulun

    Tää jylhä kauneus ja ääretön yksinäisyys
    Lapsuuteni metsän, taivaan
    Kaikuu se haikeus halki tän matkan
    Aamun tullen yö tarinansa kertoo
    Jylhä on kauneus ja ääretön yksinäisyyteni
    Sitä henkeensä halajaa
    Kehtoni hauta, hautani paikka
    Erämaan viimeinen on

    Minne katosivat muut
    Suon noidat, neidontornit
    Ja varjoissa havisevat puut
    Kielon istutin ikihankeen
    Ja hiljaisuuden tultua luotin tulevaan

    Ensilumi satoi kahdesti
    Maalasi sieluni taulun

    Tää jylhä kauneus ja ääretön yksinäisyys
    Lapsuuteni metsän, taivaan
    Kaikuu se haikeus halki tän matkan
    Aamun tullen yö tarinansa kertoo
    Jylhä on kauneus ja ääretön yksinäisyyteni
    Sitä henkeensä halajaa
    Kehtoni hauta, hautani paikka
    Erämaan viimeinen on


    (fonte: site oficial)
    Erämaan Viimeinen (tradução)
    A selva dorme e eu viajo nos meus sonhos
    sobre as florestas e a água adormecida
    Senhora Lua ilumina o céu
    pinta o mundo em tons de norte

    Isso é um sonho?
    Ou morte onde quero voltar ao lugar
    onde brasas perdem a esperanca sob a neve
    enquanto eu dou um passo mundo adentro, a hora da selva

    Primeira neve caiu duas vezes
    pintando o quadro de minh'alma

    Esta atrevida beleza e infinita solidäo
    da minha floresta e do meu céu de infância
    Aquela beleza ecoa por essa jornada
    Enquanto a alvorada amanhece, a noite conta sua história

    Atrevida é a beleza e minha infinita solidäo
    É isso que o homem deseja para sua alma
    O túmulo do meu berco, o lugar do meu túmulo
    é o último na selva

    Aonde foram os outros?
    Bruxas do pântano e torres da donzela
    e as coníferas nas sombras
    Plantei um lírio do vale em Eversnow
    e quando o silêncio chegou, eu dependia do futuro.




    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Nightwish

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.