Uma verdadeira joia para os fãs do U2 apareceu discretamente no YouTube. Um perfil chamado "The U2 Blue Room" postou mais de duas horas de cenas não utilizadas no documentário "Rattle and Hum". Lançado em 1988, o filme dirigido por Phil Joanou seguiu a banda durante a etapa norte-americana da turnê que divulgava o disco "The Joshua Tree" e marcou o momento em que os irlandeses explodiram de vez nos EUA e se tornaram uma das maiores, se não a maior, bandas do planeta.

Parte dessas cenas já circulava na rede, mas esse canal fez uma edição de todo esse material dando um sentido lógico para ele, de forma que ele pode ser visto praticamente como uma nova obra.

O filme original não chegou a ser um estouro de bilheteria, a renda estimada é de U$ 8 milhões para um custo de U$ 5 milhões. Ele também recebeu uma boa dose de críticas pelo seu tom sério e "solene" (ele é quase todo registrado em preto e branco). Houve quem também tenha se incomodado com o que foi visto como uma tentativa de colocar, na marra, o quarteto em uma espécie de "Olimpo" do rock.

O fato é que o o próprio diretor Phil Joanou considera a sua obra pretensiosa, e a banda também rapidamente se afastou tanto do filme como do álbum duplo resultante de mesmo nome - a ponto deles nunca terem ganhado remasterização ou edição de luxo, ao contrário de grande parte do material deles.

Quando retornou, em 1991, o U2 era uma banda bem diferente, daquela vista no documentário: o grupo estava mais bem humorado, com uma visão voltada para a Europa e uma música moderna, com influências do rock inglês da época e também da eletrônica.

Críticas à parte, o documentário é interessante para os fãs, já que o filme lhes dá a chance de ver a banda em um momento crucial de sua carreira em imagens bem filmadas e com o quarteto em grande forma.

É para esse público que esse material inédito se destina, e ele certamente terá muito para curtir, seja vendo Bono e The Edge compondo uma música que nunca ficou pronta, ou quando o vocalista teve que cantar com uma tipoia no braço.

Melhor ainda são os vários momentos musicais, incluindo versões diferentes para canções que fizeram parte do filme original, e outras que não entraram na montagem final, entre elas "Out Of Control", "40", "New Year's Day", "", a natalina "Christmas (Baby, Please Come Home)" e um encontro meio improvisado com Bruce Springsteen em uma cover de "Stand By Me.

As imagens postadas na internet não têm uma qualidade profissional, mas mostram que há muito material interessante nos arquivos, certamente com melhor definição, caso o U2 decida relançar o filme com extras.

Veja: