O baixista dos Monkees Peter Tork (o segundo na foto acima) morreu na manhã de hoje (21) aos 77 anos. A causa morte não ter sido confirmada oficialmente, mas, há uma década, o músico lutou contra um raro tipo de câncer: o carcinoma adenoide quístico que ataca a cabeça e pescoço.

Os Monkees foram talvez o mais notório caso de banda "pré-fabricada". Os integrantes foram reunidos depois de responderem ao anúncio dos produtores Bob Rafelson e Bert Schneider, que seriam fundamentais posteriormente na renovação do cinema de Hollywood - que buscava pessoas interessadas em fazer o papel de músicos de rock em uma nova série.

Tork foi um dos escolhidos ao lado de Davy Jones, Mickey Dolenz e Michael Nesmith. O seriado logo explodiu, com sua mistura de humor inspirado nos filmes dos Beatles e rock'n'roll, assim como os discos do grupo que traziam as canções que eles "tocavam" no show. As aspas foram colocadas porque, no princípio, os integrantes apenas cantavam nos álbuns e singles. A instrumentação ficava a cargo de músicos de estúdio.

O fato é que, logo, os Monkees viraram uma banda de verdade, fazendo shows e com seus integrantes começando a tentar assumir as rédeas de suas carreiras. Cansados de serem chamados de charlatões, eles resolveram brigar para assumir o controle de suas gravações, especialmente Tork e Nesmith, os dois que eram mais músicos que atores.

A partir de "Headquarters", o terceiro disco de 1967, os Monkees passaram a contribuir mais ativamente nos lançamentos. A série acabou em 1968, 58 episódios e um longa metragem ("Head", hoje um filme cult) depois.

The Monkees
The Monkees Peter Tork em foto mais recente
Tork, que raramente fez a voz principal nas músicas, foi o primeiro a deixar o grupo ainda em 1968 (os Monkees terminaram em 1971 apenas como uma dupla,). A banda se reuniu como trio (Nesmith não quis participar) em 1986 e nas décadas seguintes retornou por diversas vezes.

Com a morte de DAvy Jones em 2012, os Monkees se tornaram efetivamente uma dupla formada por Dollenz e Tork, ainda que Nesmith tenha feito participações em shows e tenha aparecido nos dois últimos discos do grupo: o elogiado "Good Times" (2016) e "Christmas Party" do ano passado.

Fora dos Monkees, Peter Tork costumava gravar de forma mais despretensiosa, álbuns dedicados ao blues.

Ouça "Your Auntie Grizelda" uma das raras músicas dos Monkees que tinham Peter Tork no vocal principal: