• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Ouça novidades de cantoras e bandas com mulheres na formação que merecem a sua atenção

    Escute canções de álbuns que saíram, ou sairão, em 2018

    Há 5 meses da Redação

    Sunflower Bean letrasJulia Cumming do Sunflower Beam


    Sunflower Bean - "Twentytwo"
    A banda da vocalista Julia Cumming lançou sua estreia em 2016 e surpreendeu pelas boas melodias e o frescor de sua música, com influências do rock alternativo dos anos 80 e 90, mas também do pós punk da década de 70 e do psicodelismo sessentista.

    O segundo álbum do trio chega no próximo dia 23 de março e, a se julgar pelas críticas já publicadas, em "Twentytwo In Blue" eles deram uma polida no seu som, sem descaracterizá-lo, de forma que não será surpresa se eles atingirem o grande público muito em breve.



    Natalie Prass - "Short Court Style"
    Prass chamou a atenção com seu álbum de estreia lançado em 2015. Fã de soul, música brasileira (em especial de Gal Costa), R&B dos anos 90 e dos cantores e compositores dos anos 60 e 70, Prass encontrou no produtor Matthew E. White (ele também um conceituado músico) e sua Spacebomb Records, a pessoa e o lugar ideal para dar vazão ao seu talento e, tudo indica, que em breve ela voltará a surpreender.

    O segundo disco de estúdio, "The Future And The Past", sairá em junho, mas o primeiro single mostra que ela continua no caminho certo, em uma canção não menos que cativante.



    The Breeders - "Wait in the Car"
    Em 1990, as americanas Kim Deal e Tanya Donelly tinham muito em comum. Ambas estavam em bandas ultra celebradas pela imprensa britânica (os Pixies e as Throwing Muses respectivamente), gravavam pelo mesmo selo, o cultuado 4AD, e se viam na posição de serem compositoras em grupos que não havia espaço para duas forças dominantes.

    Assim nasceram as Breeders com um conceito interessante. Elas lançariam primeiro um álbum com as canções de Kim e o segundo teria as de Donnely. No final Tanya acabou por deixar ambas bandas para formar o Belly (mais sobre eles já já), deixando as Breeders para Deal. O quarteto estourou com o segundo álbum - "Last Splash" de 1994 com o hit "Cannonball" e depois seguiu carreira acidentada, com idas e vindas.

    O quarteto agora está de volta com seu primeiro disco em dez anos, e o primeiro com a formação de "Last Splash". "All Nerve" surpreende pela concisão e força, em apenas 10 faixas e pouco mais de 30 minutos, Kim Deal registrou um álbum que de cara já se candidata a ser um dos melhores deste ano.



    Belly - "Bless Me"
    Como falamos acima, o Belly foi formado por Tanya Donelly depois que ela decidiu deixar as Breeders e as Throwing Muses em favor de um projeto só seu. assim nascia o Belly que alcançou um inesperado sucesso em seu álbum de estreia, "Star" de 1993, um disco com canções pop mas também com momentos mais melancólicos.

    Depois de um segundo trabalho menos bem sucedido, a banda debandou. Donelly passou a lançar discos solo e, posteriormente, a se dedicar à carreira de assistente de partos. Em 2016 ela reformou o Belly e anunciou o lançamento de "DOVE", o primeiro álbum da banda em 23 anos, para o começo de maio. A se julgar pelo primeiro single, com clima psicodélico e a guitarra slide em primeiro plano, a espera terá valido à pena.



    Lucy Dacus - "Addictions"
    Com apenas 22 anos, a americana Dacus deverá se tornar uma das novas musas da cena indie. A cantora acabou de lançar seu segundo, e elogiado, álbum de estúdio, "Historian", pelo sempre relevante selo Matador. Os elogios são merecidos, especialmente pelo talento dela para escrever letras tanto de cunho pessoal como politizadas e por conseguir se unir tanto um lado mais cru e direto com outro mais pop e bem produzido.

    Comente

    Notícias, curiosidades e conteúdos exclusivos
    do Vagalume para assistir e compartilhar