• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Semana Paramore: Veja o nosso faixa a faixa de "After Laughter"

    Saiba um pouco mais sobre as 12 músicas que formam o quinto disco da carreira da banda

    Há 1 semana da Redação

    Paramore letras

    Na sexta-feira (12), os fãs do Paramore ao redor do planeta enfim puderam escutar um novo disco de inéditas da banda: "After Laughter" chegou clamando por seu merecido lugar entre os principais álbuns de 2017, com uma nova sonoridade para quem os conhece desde o primeiro lançamento, "All We Know Is Falling" (2005).

    A banda mudou seu som? Sim. Mas depois de escutar faixa a faixa e ouvir letras tão confessionais, isso fica em segundo plano. A volta de Zac Farro à bateria (certamente um dos caras mais talentosos de sua geração com as baquetas), a incrível produção de Taylor York ao lado de Justin Meldal-Johnsen e a sinceridade simples e direta de Hayley Williams tornam este em um dos trabalhos mais complexos, porém mais ricos da história da banda.

    O Vagalume traz para você um faixa a faixa de "After Laughter", com anotações, curiosidades e comentários da banda. Veja abaixo:

    1. "Hard Times"



    Talvez "Hard Times" não seja o grande sucesso do disco, nem a faixa com com o refrão mais chiclete. Mas, com certeza, depois de ouvir as doze músicas de "After Laughter", fica a clara impressão de que não se poderia ter um melhor primeiro single do que a canção de abertura.

    O tom confessional da letra reflete sobre os "tempos difíceis", em especial de Hayley Williams, e como não é fácil envelhecer e a tristeza que isso traz. Preparem-se fãs: essa é a apenas a primeira das doze páginas deste pequeno diário sincero da banda e, claro, em especial de Hayley.

    "Hard Times" chama atenção pela batida dançante, guitarra e baixo suingados, fazendo referência ao pop/rock dos anos 80. Essa é a sonoridade que dita o ritmo do álbum, que traz uma interessante mistura entre letras tristes e reflexivas, com uma música extremamente feliz e feita para você dançar, mesmo que não se sinta como quisesse.

    2. "Rose-Colored Boy", Paramore



    "Rose-Colored Boy" soa como uma continuação perfeita para "Hard Times": ela é simplesmente tão dançante quanto a faixa de abertura. Na segunda música de "After Laughter", Hayley fala com sinceridade sobre estar triste e não querer mostrar o contrário: "Just let me cry a little bit longer. I ain't gon' smile if I don't want to" ("Apenas me deixe chorar um pouco mais. Eu não vou sorrir se eu não quero").

    3. "Told You So"



    O Paramore sintoniza bandas de indie rock como Vampire Weekend em "Told You So": a guitarra é o elemento aqui que mais remete a esta sonoridade. A letra mais uma vez reflete o pensamento preocupado de Hayley em fases obscuras para a banda, que chegou quase a acabar depois da saída do antigo baixista Jeremy Davies.

    "4. Forgiveness"



    Quando falamos de sonoridade, o Paramore se distancia cada vez mais do pop punk e se aproxima do indie rock e pop de bandas como o trio HAIM. Isso fica claro em "Forgiveness", uma das faixas mais agradáveis e bem compostas de "After Laughter".

    A letra mais uma vez retoma o assunto da banda e suas perdas, revisitando a época da saída dos irmãos Farro. Hoje, as diferenças foram deixadas de lado e como bons amigos desde a época da adolescência, Hayley Williams e Taylor York comentaram em entrevista, um recente encontro com o antigo guitarrista Josh Farro e como é bom o sentimento de "perdão" reinar entre eles: "Nós tivemos o que sinto ter sido o mais real e mais verdadeiro perdão e redenção entre esse grupo de pessoas", disse a vocalista.

    5. "Fake Happy"



    Uma das letras mais confessionais de "After Laughter", a quinta faixa é também um momento onde Hayley fala de sua tristeza interna apesar de demonstrar o oposto. E o mais interessante é que a vocalista quer falar para todos, que não é diferente de ninguém e que todos fingimos ou já fingimos ser felizes, mesmo que na verdade tenhamos o sentimento de tristeza: "Oh please, I bet everybody here is fake happy too" ("Por favor, aposto que todos aqui são falsos felizes também)".

    Se o objetivo de Hayley era conversar diretamente com os fãs através desta música, ela conseguiu. É normal ver nas redes sociais seguidores da banda que se identificam com as letras.

    6. "26"



    Esta talvez seja a balada mais completa da carreira do Paramore: desde a sofisticação da produção até a complexidade da letra. Certamente não é um sucesso radiofônico como "The Only Exception".

    Porém, "26" não tem essa intenção: é uma das composições mais maduras da banda, com o violão de Taylor acompanhado por uma orquestra e a suave voz de Hayley cantando sobre a importância de não perder a esperança e sempre ser uma sonhadora.

    Em entrevista, a vocalista disse que as letras simbolizam uma conversa com ela mesma, mais jovem. Talvez venha daí a referência ao título da música, quando com essa idade ela enfrentava uma situação complicada com a saída do baixista Jeremy Davies do Paramore e um momento onde ela e Taylor precisaram refletir sobre qual caminho seguir. Para a felicidade dos fãs, eles seguiram sendo "sonhadores" e a banda continuou.

    7. "Pool"



    Uma das marcas do som de "After Laughter" é a suavidade de suas músicas, mesmo quando elas têm potencial para serem mais "pesadas", por assim dizer. Este é o caso de "Pool", música que remente ao rock alternativo dos anos 90 com maestria, mostrando como a parceria de Taylor York e Justin Meldal-Johnsen na produção está incrível neste álbum.

    Para os fãs preocupados com a "vibe triste" da maioria das letras deste disco, aqui Hayley canta abertamente sobre o amor e estar apaixonada.

    8. "Grudges"



    Talvez essa música, em especial para os fãs da banda, seja a mais emocional do disco, ao lado de "Tell Me How". Ela fala com uma sinceridade incrível sobre o caminho que Hayley Williams e Zac Farro trilharam juntos, desde que o baterista deixou a banda, em 2010, até retomarem sua amizade.

    A letra tem vários trechos memoráveis, que farão certamente alguns fãs ficarem com os olhos cheios de lágrimas. A música começa falando da incerteza sobre os sentimentos entre os dois:

    "Strange how we found ourselves exactly where we left off
    I know you're shaking my hand like it is the first time
    Are we alright?"

    ("Estranho como nos encontramos exatamente onde paramos
    Sei que você está apertando a minha mão como se fosse a primeira vez
    Está tudo bem entre a gente?")

    E depois vai à certeza, que depois de tudo que viveram, está tudo ótimo entre eles, como quando se conheceram ainda adolescentes:

    "And if you wanna call me up or come over
    Come on we'll laugh 'till we cry
    Like we did when we were kids"

    ("E se você quiser me ligar ou me visitar em casa
    Venha e vamos rir até chorar juntos
    Como fazíamos quando éramos crianças")

    Uma observação que complementa a canção e pode ser considerada a "cereja do bolo": os backing vocals da música são de Zac.

    9. "Caught In The Middle"



    Citando a faixa de abertura, os "tempos difíceis" estão de volta em "Caught In The Middle". Esta é mais uma canção que traz uma Hayley refletindo sobre como é difícil envelhecer, em especial para a vocalista.

    Uma letra como essa faz total sentindo em "After Laughter": Hayley começou com o Paramore quando tinha apenas 15 anos e seu pai levava ela e os demais integrantes para fazerem shows, em uma van. Hoje, chegando aos 30 anos, com milhares de fãs pelo mundo e com a banda tendo mudado constantemente de formação, a vocalista escreve com propriedade sobre o assunto.

    10. "Idle Worship"



    Esta é a música que mais se aproxima da antiga sonoridade rock da banda, presente nos álbuns anteriores. Talvez muito pelos vocais de Hayley, que aqui soam mais agressivos do que o restante de "After Laughter" e ressoam músicas antigas da trio.

    O tema da letra é delicado: a imagem de ídolo e o quanto as pessoas esperam dela neste papel. Em entrevista para Zane Lowe, a cantora falou com sinceridade da ideia da letra: "Eu esbarrava com pessoas que vimos em shows ou alguém com uma camiseta da banda. E eu não... não era a mesma pessoa na foto daquela camiseta... e talvez nunca tenha sido. Talvez isso tenha me deixado triste e furiosa. Triste porque eu não poderia ser aquela pessoa. Furiosa porque as pessoas esperam que eu seja aquela pessoa".

    11. "No Friend"



    Pela primeira vez, Hayley Williams não canta em uma música da banda. Só por isso, "No Friend" já seria um marco, mas ela também soa como nada que o Paramore tenha feito anteriormente.

    Os vocais são de Aaron Weiss, da banda mewithoutYou. Nas letras, ele reúne trechos e títulos de canções de várias fases da carreira do Paramore, novamente com a questão do "ídolo" como tema principal e como as pessoas vêem seus artistas preferidos diferentes do que eles realmente são ou como se sentem.

    12. "Tell Me How"



    "After Laughter" é encerrado de forma majestosa com a balada "Tell Me How". Hayley canta suas inseguranças depois de tantas perdas (uma referência à própria banda), mas no final com a certeza de que pode seguir em frente: afinal de contas, "After Laughter" nada mais é que a representação da continuação do Paramore.

    Veja letras, fotos e mais do Paramore no Vagalume!
    Comente

    Notícias, curiosidades e conteúdos exclusivos
    do Vagalume para assistir e compartilhar