• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Faixa a faixa: Saiba mais sobre "Mad Love.", o disco de retorno de JoJo

    Terceiro disco da cantora traz o melhor de sua voz e talento

    Há 1 ano da Redação

    JoJo letras
    Foi há quase 10 anos que JoJo lançou o seu segundo disco de inéditas, antes de embarcar em um pesadelo com sua antiga gravadora. Impossibilitada de lançar qualquer material oficial pelo selo, que também não permitia que a americana se desvinculasse do contrato, a artista passou praticamente uma década sendo privada de compartilhar seu talento e paixão pela música.

    Em seu álbum de retorno, primeiro após se libertar do antigo contrato e assinar com a Atlantic Records, JoJo dá tudo de si para provar que ainda tem um lugar no cenário pop. Com influências do soul e urban, o material traz o melhor da voz (sem limites) da cantora e todo o seu talento.

    Saiba o que achamos de "Mad Love.", que chega ao mercado nesta sexta-feira:

    1. "Music."

    O disco já começa com um de seus pontos altos, pronto para emocionar. Sem preparação, sem aviso, o ouvinte já é introduzido à dor e às lembranças que moldaram o álbum. Aqui, fica bem claro que a música é a grande protagonista não apenas desta canção, como deste LP e da vida da artista.

    2. "I Can Only. (feat. Alessia Cara)"

    Quando foi anunciada a participação da canadense Alessia Cara no material, muitos fãs ficaram animados; e não se decepcionarão. As cantora se juntam em um poderoso hino de aceitação, no qual afirmam que só podem ser elas mesmas, e estão perfeitamente satisfeitas com isso.

    3. "Fuck Apologies. (feat. Wiz Khalifa)"

    O carro-chefe do disco conta com versos de Wiz Khalifa, e não fala somente de um relacionamento que deu errado. Em entrevistas, JoJo declarou que a canção foi composta para deixar claro que a artista não se desculpará para ninguém por quem é.

    4. "Fab. (feat. Remy Ma)"

    JoJo canta sobre falsas amizades na divertida canção, que faz uma brincadeira com a gíria "fab", de "fabulosa", muito usada pelas mulheres nos Estados Unidos (por muitas vezes de maneira irônica), e a frase "fake ass bitches" ("vadias falsas do caramba", em tradução livre), que formam o acrônimo com suas iniciais. A presença de Remy Ma, com seu flow certeiro e sarcasmo no ponto, só torna a música ainda melhor.

    5. "Mad Love."

    A cantora acertou em cheio ao tornar a romântica faixa no ponto central do disco, e também ao batizar o material com este título. Inspirada na maneira como seu pai, que faleceu recentemente, falava que a amava, a canção trata de um amor difícil, que a artista não consegue largar. Os vocais e melodias impecáveis ajudam a tornar a balada um momento imperdível do álbum.

    6. "Vibe."

    Dançante e ousada, a canção inicia a metade mais "urban" do disco, estilo que JoJo afirmou que havia influenciado a maior parte do material. "Boy, don't be killin' my vibe" canta a americana, sobre uma batida pesada, com uma leve influência de trabalhos mais antigos de Rihanna.

    7. "Honest."

    Dividida em duas partes, esta faixa trata de um relacionamento que, aos poucos, vai desmoronando pela presença de outras pessoas na vida de ambos. Esta é a canção com maior influência do gênero eletrônico, mas sem perder o estilo único das melodias inspiradas em soul music que JoJo aperfeiçoa no material.

    8. "Like This."

    Entre esta e "Edibles.", fica difícil eleger a mais sensual do disco. Em "Like This.", JoJo está disposta a fazer tudo o que seu amante quiser, em uma batida forte e produção afinada. O ponto alto da canção é a criatividade por trás das harmonias, com destaque para os versos, cheios de variações.

    9. "Edibles."

    O instrumental e a produção desta levam o ouvinte em uma "viagem"; algo presente na narrativa da canção, que explora a extensão completa da voz da cantora e também seu lado mais sensual: "Somos amantes em tempo integral", se gaba a artista no refrão. Lembra algo presente no álbum mais recente de Ariana Grande.

    10. "High Heels."

    Uma das, senão a melhor (e mais explícita) do disco, "High Heels." fala sobre deixar um relacionamento para trás após uma traição. JoJo coloca os saltos altos e o vestido preto e sai de cabeça erguida, se aproximando ao final do disco em uma nota alta.

    11. "I Am."

    Mais uma música sobre aceitação e empoderamento, "I Am." é uma balada que resume o retorno de JoJo à indústria musical. A cantora prova que voltou para ficar, e todo o sofrimento e privações pelas quais passou a tornaram em uma mulher forte e, por enquanto, invencível. Para muitos, JoJo é uma revelação; depois de 10 anos, nos quais a artista não pôde divulgar seu trabalho oficialmente, uma nova geração já tomou conta da mídia e do mainstream. No entanto, "Mad Love." jamais poderia ter sido criado por uma novata; JoJo prova que somente todos os anos de luta e experiência poderiam inspirar um disco deste nível.

    Melhores músicas: "Music.", "Mad Love.", "High Heels."

    "Mad Love." estará disponível nas plataformas digitais em 14 de outubro. Enquanto isso, veja letras, traduções e muito mais de JoJo no Vagalume!
    Comente

    Notícias, curiosidades e conteúdos exclusivos
    do Vagalume para assistir e compartilhar