• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Mais sobre
    Siga o Vagalume
    Twitter Google+ YouTube Tumblr
    Publicidade

    Veja momentos antológicos de Jimi Hendrix, Queen, The Who e Nirvana em grandes festivais

    Há 1 ano da Redação

    Jimi Hendrix letras


    É difícil imaginar o rock sem os grandes festivais. São nesses eventos que muitos artistas se consagram e carreiras deslancham. Nos vídeos abaixo vocês poderão conferir cinco grandes momentos e saber um pouco mais sobre alguns dos festivais mais importantes de todos os tempos.

    Jimi Hendrix no festival de Monterey

    O "Monterey International Pop Music Festival" aconteceu entre os dias 16 e 18 de junho de 1967 na Califórnia. Apesar de ter levado, segundo algumas estimativas, até 90 mil aos seus arredores, a área de shows só podia receber 7 mil espectadores.

    Esses puderam ver as performances de, entre outros, Jefferson Airplane, Simon and Garfunkel, Mamas and Papas, Eric Burdon & The Animals e muito mais.

    O festival ficou marcado por quatro concertos antológicos que revelaram nomes que se tonariam fundamentais para a história do rock: o de Janis Joplin (na época ainda integrante do Big Brother & the Holding Company), o do soul man Otis Redding e, principalmente os shows de Jimi Hendrix e The Who.

    Esses dois últimos entraram no evento por sugestão de Paul McCartney - os Beatles foram convidados mas não quiseram se apresentar. Ambos eram conhecidos por suas apresentações explosivas - muitas vezes literalmente. Por isso nos bastidores houve uma certa briga para saber quem tocaria primeiro. A banda britânica acabou subindo antes para um set de seis músicas que terminou com a já esperada destruição de instrumentos.

    Hendrix, para não ficar para trás, decidiu então simular uma cena de sexo com sua guitarra antes de tocar fogo no instrumento durante sua versão para "Wild Thing" dos Troggs. O concerto que já foi eleito o melhor de todos os tempos. Veja a cena no vídeo abaixo





    The Who no Festival de Woodstock

    Hendrix e The Who também tocaram no festival americano de Woodstock, talvez o mais famoso e icônico da história. Acontecido entre os dias 15 e 17 - na verdade manhã de 18 - de agosto de 1969, o evento também impulsionou várias carreiras, muito por causa do documentário feito sobre ele que se tornou extremamente popular.

    O filme imortalizou vários momentos para a posteridade, entre eles a performance do Santana, que era totalmente desconhecido na época, Joe Cocker e sua versão para "With A Little Help From My Friends" dos Beatles, a fusão de rock e soul music de Sly and the Family Stone e, claro, as performances de Hendrix e Who.

    O guitarrista teve a inglória missão de fechar o festival já na manhã de segunda-feira, quando a maior parte das 500 mil pessoas que foram até o local, já haviam deixado a fazenda. Mas sua versão do Hino Nacional Norte-americano tornou-se icônica. O grupo inglês, tocou às 5 da manhã de domingo. O show teve alguns hits, covers, músicas inéditas e uma performance quase na íntegra de"Tommy". No vídeo abaixo estão as músicas finais da ópera rock.







    O Queen no Live Aid

    O Live Aid aconteceu em 13 de julho de 1985. Daí a escolha desta data como o "Dia Mundial do Rock", ainda que ela seja comemorada apenas no Brasil. O evento aconteceu simultaneamente em Londres e na Filadélfia com o objetivo de arrecadar dinheiro para as vítimas da fome na Etiópia. O evento foi transmitido para todo o mundo - no Brasil apenas dois compactos com os melhores momentos foram exibidos pela Globo - e o conceito era o de uma "jukebox global".

    Ou seja, os artistas deveriam tocar na média, algo entre duas e cinco músicas - no caso dos artistas mais populares - focando nos seus maiores sucessos, de forma a garantir o sucesso constante da transmissão televisiva.

    Entre os destaques do festival estiveram Phil Collins, que conseguiu tocar nas duas cidades, o retorno do Led Zeppelin, que não ficaram satisfeitos com a apresentação e proibiram seu lançamento no DVD com os shows que foi lançado anos depois, o reencontro de Ozzy Osbourne com o Black Sabbath e os Pretenders, esses nos EUA.

    Em Londres os destaques foram David Bowie, os Dire Straits, Paul McCartney - retornando aos palcos depois de cinco anos e, principalmente, o U2 e o Queen.

    Os irlandeses já eram famosos, mas estavam longe ainda do megaestrelato, que chegou pouco tempo depois, muito por causa da performance do grupo no festival, que tornou a figura de Bono mundialmente conhecida a partir dali.

    O Queen subiu ao palco visto por boa parte da imprensa como uma banda que já estava vivendo de glórias passadas. O que eles se esqueciam é de que eles eram um dos poucos artistas de todo o festival com experiência em tocar para multidões. O grupo engatou um medley de seis canções e saiu de lá ovacionado. Não são poucos os britânicos que consideram esse o melhor e mais importante show já acontecido no Reino Unido. Veja o porquê:






    James Taylor no Rock in Rio

    O primeiro Rock In Rio, acontecido entre os dias 11 e 20 de janeiro de 1985, foi o primeiro grande festival a acontecer no Brasil. O evento popularizou não só uma nova geração de bandas brasileiras - notadamente o Barão Vermelho e, em especial, os Paralamas do Sucesso - como deu aos brasileiros a chance de ver ao vivo nomes como Iron Maiden, Scorpions, Yes, B 52's, AC/DC e o Queen, que já havia tocado em São Paulo em 1981.

    Curiosamente, os shows que se tornaram dos mais queridos de todo o evento foram os de James Taylor - nessa edição quase todas as atrações fizeram duas apresentações na Cidade do Rock.

    O cantor estava há tempos afastado dos palcos e considerando seriamente a aposentadoria, o empresário Roberto Medina sofreu para convencê-lo a tocar no evento. Taylor veio e acabou surpreendido pela recepção mais do que calorosa da plateia, que transformou a versão que ele fez de "You've Got a Friend" de Carole King no grande hino daquele inesquecível festival.

    Veja



    O Nirvana no Reading Festival de 1992

    Na Europa, e no Reino Unido em particular, verão é sinônimo de festival ao ar livre. Todos os anos, são centenas de eventos de todo tamanho e para os mais variados públicos, em diversas cidades. Dentre esses, o de Reading é um dos mais populares.

    Na década de 90, em especial, o festival trazia anualmente um line up invejável. O de 1992, acontecido em 28, 29 e 30 de agosto teve Public Enemy, Ride, Pavement, Smashing Pumpkins, Teenage Fanclub, PJ Harvey, Mudhoney, Nick Cave, Suede e muito mais. Ainda assim a expectativa maior era pelo Nirvana.

    Na época, os problemas de Kurt Cobain com drogas já eram mais do que sabidos, e durante todo o dia haviam sérias dúvidas se o trio iria aparecer para o show final do evento.

    A banda subiu ao palco, com Cobain ironicamente sendo trazido em uma cadeira de rodas, e simulando um desmaio como na cena final do filme "A Rosa".

    O show, lançado posteriormente em DVD, acabou se tornando o derradeiro da banda no Reino Unido - Kurt morreu em abril de 1994, antes que a turnê seguinte deles chegasse lá. O concerto foi um tanto irregular, com o guitarrista e vocalista errando várias músicas, mas a sensação de momento histórico estava lá e assim continuou pelos anos que seguiram.

    Veja:

    Comente

    Notícias, curiosidades e conteúdos exclusivos
    do Vagalume para assistir e compartilhar