Marina And The Diamonds - Froot
Marina And The Diamonds
Marina And The Diamonds Froot
Que Marina Diamandis era uma cantora talentosa e boa compositora, a gente até já sabia, ainda assim seu mais recente álbum é uma grata surpresa. "Froot" é um daqueles trabalhos que conseguem ser simultaneamente pop e autoral. Ou seja, é um disco que pode agradar aos críticos e o grande público.

Selecionar apenas algumas músicas de destaque aqui é tarefa difícil, e sinceramente inútil. O melhor mesmo é ouvir suas 12 faixas e escolher as suas favoritas. Ainda assim não dá para não falar de músicas como, por exemplo, "Happy - a balada luxuosa que abre o trabalho.

Marina And The Diamonds
E ela não é exceção, já que as faixas mais lentas e introspectivas tendem a brilhar mais aqui ("Weeds" também é excelente). isso não significa que as canções mais dançantes, como a faixa-título, deixem a desejar. Na verdade elas funcionam como ótimo contraponto aos momentos de maior intensidade.

O fato do álbum todo ter sido composto por Marina e ter em David Kosten seu único produtor, também torna "Froot" um disco realmente autoral e homogêneo - ao contrário de muitos discos de pop contemporâneo, onde cada faixa ás vezes parece ter sido gravada por um artista diferente.

O disco só faz crescer a ansiedade pelo show que ela fará semana que vem (28) no Lollapalooza em São Paulo. Para melhorar a vida dos fãs, ela ainda toca depois de St. Vincent, outra cantora que está anos luz à frente da concorrência. Se você vai até o Autódromo de Interlagos, ou irá assistir pela televisão mesmo, não deixe de conferir essa dobradinha.

Ouça "Forget com Marina And The Diamonds presente no álbum "Froot"





Kendrick Lamar - To Pimp A Butterfly
Kendrick Lamar
Kendrick Lamar To Pimp A Butterfly
Kendrick Lamar é um daqueles raros artistas que realmente parecem levar a música pop para frente. Em uma época em que quase tudo parece já ter sido feito, é bom escutar um trabalho tão inovador, diferente, e, sim, estranho.

Em seu terceiro álbum, Lamar prova que é um dos nomes que de fato fazem o som do século 21. Auxiliado por vários produtores, o rapper cria um caleidoscópio sonoro, onde o rap é o elemento predominante, que abre caminho para os mais diversos experimentos sonoros.

Kendrick Lamar
"To Pimp A Butterfly" tem de tudo um pouco: jazz, funk, soul, momentos de "poesia falada" e muita inventividade.

A audição certamente não é das mais fáceis - são quase 80 minutos de música e certas passagens certamente exigirão mais de ouvidos menos acostumados.

Ainda assim creia, vale muito a pena ouvir com calma e atenção esse que certamente será lembrado como um dos grandes discos do ano, para não dizer da década.

Ouça "" com Kendrick Lamar presente no álbum "To Pimp A Butterfly"





Modest Mouse - Strangers To Ourselves
Modest Mouse
Modest Mouse Strangers to Ourselves
Essa semana está boa para quem gosta de música que foge dos padrões estabelecidos, ou simplesmente quer experimentar algo diferente.

Este é o sexto álbum do Modest Mouse e é o primeiro deles em oito anos. A espera apesar de longa foi válida, já que o grupo não perdeu sua verve nesse tempo todo.

Strangers To Ourselves traz o indie rock "quebrado" que sempre caracterizou a banda, mas não se trata de mera cópia dos discos anteriores.

Ainda melhor deverão ser os shows deles - eles se apresentaram com nove integrantes essa semana na televisão americana em uma performance que a Billboard comparou a "uma mistura de Pixies com Genesis (veja abaixo). E olha que a descrição realmente faz sentido, o que só faz aumentar a ansiedade para ver o grupo o quanto antes nos nossos palcos.

Veja o Modest Mouse tocando "Lampshades On Fire no talk show de Jimmy Fallon