Página inicial > Rap > N > Neurônio Sub-consciente > Em Meio a Reflexões

Em Meio a Reflexões

Neurônio Sub-consciente


Tudo armado me agrediu
Me chamou de bandido
Falar de mim é fácil
Difícil é viver o que eu vivo

Pense comigo tô na mira alvo da inveja
Balança o mundo vê se eu caio pra eu sair da terra
Não tem estratégia, Deus é único não dá pra explicar
Não têm conversa, nem caminho, nem outro lugar

Deixa falar, vai se entregar que nosso pai é rei
Se batizar, for pra entrar tem que ficar de vez
Sei que errei, quantas vezes fiz minha mãe chorar?
Sei que pequei mas você não é Deus pra me julgar

Vai melhorar, só veneno esse mundo é só ódio
Diz que é amigo e encara sua mulher no seu velório
Não vai ter pódio, não persista, não adianta tentar
Deus sente falta de você, me usou pra te lembrar

Que a vida é pra te dar, mas do mundo você sente sede
Que todos veio da glória, da permissão dele
Abandona não, que teu desprezo ele sente
Esquece não, pra não lembrar quando tiver doente

Deus me livrou, não esqueço em momento algum
Tentaram me matar de faca, lembra na Paju?
Em São Miguel, tiro de raspão, Alex não caiu
Tentaram contra mim duas vezes, ele não permitiu

Fui infantil, não botei a cabeça pra pensar
Se Deus livrou, simplesmente era pra eu perdoar
Arrependido, ''semtigo'', nesse mundo bandido
Por poucos compreendido, desesperado, perdido

Se sentindo ofendido, sem Deus sempre oprimido
Trancado, iludido, usado pelo inimigo
Muito ferido, ambição pelas nota de cem
Da minha vida só quem sabe é eu e mais ninguém

Ás vezes fico pensando, meu pai será que compensa?
Fazendo letras, escrevendo frases violentas
Diz quem aguenta, um cara assim tipo a gente
Me apresento Alex, outro pai incompetente

Bola pra frente, diz se é vida, vida de um bandido?
Sem opção, forçado nesse mundo dolorido
Corre comigo, né? Leal, juntão pela quebrada
Se eu tomar uns tiro, tua lealdade não vale de nada

Vários exemplo, irmão tenta compreender
Aprisionado, convertido, não vai se arrepender
Era patrão, óh, um dos piores matador
Se converteu, hoje só prega a palavra do Senhor

Descanse o dedo, não aja com ignorância
O amor de Deus reage em qualquer circunstância
Pra quê vingança? Não traz de volta, é um precipício
Deus muda qualquer um de uma forma incrível, é muito lindo

Meu pai tá tão difícil, não sei mais o que fazer
Me tira desse mundo, em ponto de enlouquecer

Vem, me tirar desse lugar
Já não sei mais o que fazer
Só vejo meu povo chorar
Em ponto de enlouquecer

Eu sou um filho sem sorte que só nasci pra sofrer
Vivo triste, abandonado, sofrendo sem merecer
Pra mim não existe festa, como pôde dá uma dessa?
Numa vida feito essa, ainda prefiro viver

Viver

Compositor: Alex - NSC

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Neurônio Sub-consciente no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS