L'immenso (tradução)

Negramaro


Agora tem que me parece estranho falar com você


Enquanto seguro a sua mão e penso em você

Que consegue me olhar sem olhos e lágrimas amargas


Se pudesse fazer o mundo voltar atrás

Faria voltar sem dúvidas você

Pra um minuto de eterno e de profundo

Em que tudo parece, parece que nada é

E não tem nada


Agora tem que me parece inútil não te entender ainda

Se pudesse fazer o mundo voltar atrás

Faria voltar sem dúvidas você

Pra um minuto de eterno e de profundo

Em que tudo parece, parece que nada é

Segurar estreito, estreito no bolso o mundo

Pra depois dar-lo um dia a você

A você que não faz parte do imenso

Mas o imenso faz parte só de você

Só de você


E você, você, ranja os teus dentes, me deixe falar, não tem mais medos

E você, você, ranja os teus dentes, me deixe falar, não tem mais medos

Ranja os teus dentes, me deixe olhar, não tem mais medos amor!


Se pudesse fazer o mundo voltar atrás

Faria voltar sem dúvidas você

Pra um minuto de eterno e de profundo

Em que tudo parece, parece que nada é

Segurar estreito, estreito no bolso o mundo

Pra depois dar-lo um dia talvez a você

A você que não faz parte do imenso

Mas o imenso faz parte só de você

Só de você




L'immenso


Adesso c’è che mi sembra strano parlarti

Mentre ti tendo la mano e penso a te

Che mi riesci a guardare senza occhi e lacrime amare...


Se potessi far tornare indietro il mondo

Farei tornare poi senz’altro te

Per un attimo di eterno e di profondo

In cui tutto sembra, sembra niente è

E niente c’è...


Adesso c’è che mi sembra inutile non capirti ancora...

Se potessi far tornare indietro il mondo

Farei tornare poi senz’altro te

Per un attimo di eterno e di profondo

In cui tutto sembra, sembra niente c’è

Tenersi stretto, stretto in tasca il mondo

Per poi ridarlo un giorno solo a te

A te che non sei parte dell’immenso

Ma l’immenso che fa parte solo di te

Solo di te...


E tu, tu ti digrigni i tuoi denti mi lasci parlare non hai più paure

Digringni i tuoi denti mi lasci guardare non hai più paura amore!


Se potessi far tornare indietro il mondo

Farei tornare poi senz’altro te

Per un attimo di eterno e di profondo

In cui tutto sembra, sembra niente c’è

Tenersi stretto, stretto in tasca il mondo

Per poi ridarlo un giorno forse a te

A te che non sei parte dell’immenso

Ma l’immenso che fa parte solo di te!

Solo di te...


E tu, tu digringni i tuoi denti mi lasci parlare non hai più paure

Digringni i tuoi denti mi lasci guardare non hai più paura amore!

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS