Página inicial > Rap > N > Ndee Naldinho > Preto do Gueto

Preto do Gueto

Ndee Naldinho

Preto do Gueto


Ndee Naldinho ? Preto do gueto


Eu tô na minha área e vou no meu rolê, os manos na
quebrada é tudo sangue como pode crê eu sei que minha
pele negra te incomoda, pode até leva a mal pagar pau,
você não se conforma em ver um preto com a vida normal,
mas o que todo mundo sabe que você paga pau, o meu
cabelo ruim, o estilo do meu penteado de trança ou
careca, você paga um pau eu tô ligado.
O meu estilo eu não mudo pode me chamar de maloqueiro
vagabundo, ai vacilão sou filho do gueto sou favela,
sou preto, sou preto, sou preto, sou comunidade
sofrida, sou uma raça que a sua raça chama de bandida,
tudo deve pra mim eu tô legal, sou preto do gueto e não
vou levar a mal. Preto, preto, preto...preto do gueto.
Podia até beijar bem quem é você pra falar mal de
alguém? O nosso estilo é esse mesmo e não tem jeito,
assumido na fita sangue bom, preto do gueto.
Ele fala mal de mim, ele não gosta de mim, do jeito
que eu me vestir, mas eu tô legal assim.
Se liga eu tô no ar, eu quero sim acabar com esse
bando de racista eu tô pronto pra treinar, deixe que
fale o que quiser, que ele se dane, que se foda, essa
raça racista, eles não manda nessa porra!!
Eu tô afim de zuar pra que eles possa se ligar, que
você seu policia é assim e não vai te mudar, pra mim
já chega esse cinco bando de filha da puta, já disse e
repito o meu jeito ninguém muda, meus manos minha
família tem orgulho de mim, preto do gueto tô na fita
até morrer, até o fim, preto, preto, preto...preto do
gueto.
Ai irmão ele não gosta do seu jeito diferente, filei,
mas qualquer hora a gente tromba essa gente, ele vai
se ligar que aqui o bicho pega que é favela não é mole
não se entrega, irmão sangue há pra engatilhar e
atirar, essa idéia faz ele pensar que a bomba pode
explodir na cabeça desse otário, sem dó esse racista
vai pra casa do caralho, felipe doze manda aqui, um
aqui pra você, se liga racista não insista ou afirma
ele que vai te fuder se tem o dom vem me pega acelera
com uma 180 e oitenta por hora na via Aeranguera. Não
tenho a pele escura, mas sou preto do gueto também,
bem se chegado namoral, mas ai nem vem porque agora
estou saindo fora, respeito é bom sangue bom e todo
mundo gosta.
Preto, preto, preto, preto do gueto.
Preto, preto, sangue há, sangue bom... preto do gueto!

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ndee Naldinho no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS