Página inicial > Rap > M > MV Bill > Marquinhos Cabeção (remix)

Marquinhos Cabeção (remix)

MV Bill


Apenas um garoto quinze anos de idade, seu grande sonho era ser jogador de futebol, mas como sempre acontece no Rio de Janeiro a ilusão pela TV, veio primeiro, queria ter carro, muita mulher, acabou entrando para a vida do crime.

Esta é a história de Marquinho Cabeção...
Criminal, Marquinhos
Cabeção, Marquinhos Cabeção, com a "pisto Uzi" na mão é Marquinhos Cabeção
Marquinhos Cabeção era muito sangue bom.
Criminal e pá se liga aí, Marquinhos Cabeção com a "pisto Uzi" na mão era muito sangue bom.

Você precisa conhecer a história de Marquinho Cabeção
Quinze anos de idade revoltado então
Barraco de madeira no meio da favela
A mãe ajoelhada acendia uma vela e rezava pedindo para que Oxalá ajudasse o Marquinho a se levantar
Pois o seu sonho era ser jogador de futebol
Ficava descalço jogando uma bola suando debaixo do sol
Mas na sua vida não tava tudo azul sua mãe lavava roupa pra rico na zona sul, se matava, passava humilhação pra colocar em sua mesa arroz com feijão
Marquinho Cabeção que não tava trabalhando, treinava a tarde e a noite tava estudando de chinelo, mochila rasgada ia Marquinho Cabeção
Seu sonho era jogar no " Maraca " com a camisa do mengão
Mas como sempre acontece no Rio de Janeiro a ilusão pela Tv veio primeiro
Era tênis, camisa e boné
Ainda diziam se você ainda não tem é um Zé Mané
Eram coisas que sua mãe não poderia lhe dar tava fazendo supletivo parou de estudar, as vezes não tinha dinheiro nem pra ir treinar
Sem esperança Marquinho começou a faltar, seu sonho de ser
profissional tava ficando pra tras, a camisa do mengão já não brilhava mais
Marquinho que era o rei da bola, agora é o cabeção portando uma pistola
De herói Marquinho passou pra vilão, roubava até trabalhador dentro da condução
A televisão que gosta de enganar deixou Marquinho pronto para atirar, pronto para atirar, pronto para matar
Pow, pow, pronto para atirar, pronto para matar, pow, pow
Pequenos furtos levavam ele a loucura, já nem lembrava mais daquela vida dura, tava se levantando, meteu um Fiat Uno, suas marcas eram Cyclone, TCK e Mizuno
Ia sempre no terreiro se rezar, pedia para o preto velho não deixa o carro preto passar
Já tinha deixado de ser um simples menino
Se tornou um assaltante, viciado, assassino
Se tornou o pesadelo da sociedade
Na sua cabeça só tinha maldade, ele tinha uma coleção de bolas, agora tem uma coleção de pistolas, Glock, colt 45, bereta, 765
No campo ele gostava de chutar
Agora na vida do crime gosta de atirar
Pronto para atirar, pronto para matar, pow, pow
A última vez que ele foi no terreiro falar com caboclo
Fez um trabalho, fez um despacho botou uma guia no pescoço
Era época de São Cosme e São Damião
A molecada toda em cima de Marquinho Cabeção
Jogava dinheiro avanço a guia arrebentou
Um molequinho avisava o camburão chegou
A favela ta sinistra e os "Home" tão de arma na mão botando todo mundo pra correr pra pegar o Marquinho Cabeção
Que foi pego pelas costas desprevenido
Levou porrada foi pra dura pelo menos tava vivo
A morte era o que o pessoal não tava querendo
A noite acharam ele morto com a camisa do flamengo

Compositor: (m.v.bill)

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a MV Bill no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS