Página inicial > Samba > M > Moyseis Marques > Moço de Família

Moço de Família

Moyseis Marques


Se você quer morar mais eu no meu palácio
Perto do largo do estácio
Santo cristo, centro, lapa, mem de sá
Você tem que casar mais eu
Tem que morar mais eu
Comigo tem que acostumar

Eu te ofereço um castelo de princesa
No alto de santa teresa
Da janela se vê um cartão postal
Mas vai ter que casar mais eu
Tem que morar mais eu
Pra desfrutar do visual

Tem churrasqueira, tem carpete
Tem antena de internet
Tem sanfona, pra ipanema tem carona
Tem passarinho de manhã
Um disco do forróçacana
E a nossa cama parece o maracanã

Então aí sim
É que começa a brincadeira
Então aí eu sim
Eu já começo a chamegar
E se o baile acabar
Chamego de qualquer maneira
Então aí, fato
Eu cato você pra mim

Naturalmente não será assim tão fácil
A rotina do palácio
Não é chuva no sertão do ceará
Pela manhã tem que esticar
À tarde improvisar
E à noite vamos namorar

Me comprometo a ser do tipo carinhoso
Dedicado, caprichoso
Te alegrando quantas vezes precisar
Mas vai ter que casar mais eu
Tem que morar mais eu
Ser flor do meu maracujá

Na minha trilha me fiz moço de família
Quero um filho e uma filha
Com minha cara-metade
E se você morar mais eu
Quanta beleza!
A vida em santa teresa
De princesa de verdade

Então aí sim
É que começa a brincadeira
Então aí eu sim
Eu já começo a chamegar
E se o baile acabar
Chamego de qualquer maneira
Então aí, fato
Eu cato você pra mim

Se você quer morar mais eu no meu palácio
Perto do largo do estácio
Santo cristo, centro, lapa, mem de sá
Você tem que casar mais eu
Tem que morar mais eu
Comigo tem que acostumar

Eu te ofereço um castelo de princesa
No alto de santa teresa
Da janela se vê um cartão postal
Mas vai ter que casar mais eu
Tem que morar mais eu
Pra desfrutar do visual

Tem churrasqueira, tem carpete
Tem antena de internet
Tem sanfona, pra ipanema tem carona
Tem passarinho de manhã
Um disco do forróçacana
E a nossa cama parece o maracanã

Então aí sim
É que começa a brincadeira
Então aí eu sim
Eu já começo a chamegar
E se o baile acabar
Chamego de qualquer maneira
Então aí, fato
Eu cato você pra mim

Naturalmente não será assim tão fácil
A rotina do palácio
Não é chuva no sertão do ceará
Pela manhã tem que esticar
À tarde improvisar
E à noite vamos namorar

Me comprometo a ser do tipo carinhoso
Dedicado, caprichoso
Te alegrando quantas vezes precisar
Mas vai ter que casar mais eu
Tem que morar mais eu
Ser flor do meu maracujá

Na minha trilha me fiz moço de família
Quero um filho e uma filha
Com minha cara-metade
E se você morar mais eu
Quanta beleza!
A vida em santa teresa
De princesa de verdade

Então aí sim
É que começa a brincadeira
Então aí eu sim
Eu já começo a chamegar
E se o baile acabar
Chamego de qualquer maneira
Então aí, fato
Eu cato você pra mim

Então aí sim
É que começa a brincadeira
Então aí eu sim
Eu já começo a chamegar
E se o baile acabar
Chamego de qualquer maneira
Então aí, fato
Eu cato você pra mim

Compositor: Moyseis Marquer e Pedro Holanda

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Moyseis Marques no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS