Verde Vertente

Moto Perpetuo


Granulou-se verde vertente,
onde o brilho solar atinge,
muitos anos já se passaram,
que quase não vi.

Que espalhou-se o verde em vertente,
onde o brilho solar refringe,
muitos anos já se passaram,
que desconhecia.

O seguinte passo,
nada que não faço mal e mal me faça passar,
qual a nova sêde,
que é de tanta sêde,
que não sente não é nova, novamente

Nesse assônico escuto simples,
pois há meios de boa fala,
muitos anos já se passaram sem voltar aqui.

Nesse assônico escuto simples,
pois semeio e sem forçá-lo,
muitos anos já me bastaram até este dia.

Compositor: Guilherme Arantes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Moto Perpetuo no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS