Página inicial > Samba > M > Moreira da Silva > Rebocador Laurindo

Rebocador Laurindo

Moreira da Silva


Quando o Rebocador Laurindo apitar *apito de navio*,
o que será de minha sina?
Eu, um malandro alinhado, no meio de uns pilantras
vou pra Colombina embarcado.

Breque:
Colombina colônia convencional, Ilha Grande.
É um ilha, não posso fugir.
Como tem tubarão, nossa senhora... que cana dura!

A tal de viga me mete pavor,
vou trabalhar pro diretor.

Breque:
É uma viga de ferro. Nego tem que enfrentar aquela viga por castigo.
Pra lá e pra cá, e... 'tamos conversado, a hora é essa. Vai em frente, vargolino!

Mas sinto uma dor no coração, porque me falaram mum tal de camarão.

Breque:
Que quando... "xô" te contar, olha:
é um cipó, não é camarão ensopadinho com chuchu, que eu também gosto.
Às quintas-feiras dona Mariazinha faz, que beleza de gostosura.
É, mas é um cipó que quando bate, arrebenta qualquer peruano, rapaz...
Vou te contar, não é mole, não, doutor!

Eu, Antonico Abóbora d'Água li meu nome no jornal, cheio de mágoa... quem diria?
Eu, o maior dos bailarinos, um papo legal e fino,
o maior na valentia.
Eu trabalhei aquele otário mal,
e fui arrastado pela turma do braçal - que quando chega...

Breque:
- Ô meu amigo, vamos até ali que o homem quer falar com você...
- Mas logo hoje que eu tô com um baile programado, o senhor quer me assediar...?
- Não, vamo lá! Não tem nada de mais, não. Acho que é pra dar um presente pra você.
- Mas tô com habeas corpus preventivo, peraí!
- Vamo lá, rapaz!
- Engrossou. Pronto, entrei.

Compositor: Moreira Da Silva E Geraldo Gomes

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Moreira da Silva no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS