Ministério Estratégia
Página inicial > Gospel/Religioso > M > Ministério Estratégia > Sonhos (Part. Edméia de Paiva)

Sonhos (part. Edméia de Paiva)

Ministério Estratégia


Sonhos, quantas vezes deixei de sonhar
A vida é desafio mas tenho que acreditar
Dificuldades vem, mas preciso ter fé
A vida na selva de pedras é assim que é
Sonhos, quantas vezes deixei de sonhar
A vida é desafio mas tenho que acreditar
Dificuldades vem, mas preciso ter fé
A vida na selva de pedras é assim que é

Quantos sonhos perdidos, quantos sonhos frustrados
Em cada canto do país são milhares de casos
Violência gratuita, abuso, choro, maus tratos
Inimigo que mora em casa e não ao lado
Chega bêbado, fedendo, mau cheiro de cachaça e cigarro
Ela assustada, trancada com os filhos dentro do quarto
Romantismo barato que acabou num estalo
O príncipe voltou ser sapo, o príncipe virou cavalo
Mulheres, comendo o pão que o diabo amassou
Maquiagem esconde hematomas, não maquia dor
As marcas mais profundas ferem e não escorre sangue
Vergonha, medo em segredo não tem bandaid que estanque
Lavando roupa no tanque, chorando as escondida
Enxuga as lágrimas com o pano de prato da pia
Auto estima? Que auto estima? Acabou faz tempo
Espelho mostra o que tá por fora, não o que tá dentro
Lamento por cada flor cortada do jardim
Infelizmente a realidade ainda é assim
E antes que mais uma história chegue ao fim
Denuncie, porque matar sonhos também é crime

Sonhos, quantas vezes deixei de sonhar
A vida é desafio mas tenho que acreditar
Dificuldades vem, mas preciso ter fé
A vida na selva de pedras é assim que é
Sonhos, quantas vezes deixei de sonhar
A vida é desafio mas tenho que acreditar
Dificuldades vem, mas preciso ter fé
A vida na selva de pedras é assim que é

E eu que sonhei, com casamento, com véu e grinalda
Um dia de noiva, hidromassagem perfumada
Pétalas de rosa lançadas no tapete vermelho
Vestido lindo, maquiagem e cabelo
Os convidados levantando enquanto eu entrava
Tudo perfeito era assim que eu sonhava
Quando acordei do sonho, trombei a realidade
Como eu queria que o sonho fosse verdade
Falta coragem pra assumir o que está acontecendo
Meu amor a cada dia anda mais violento
Depois que tudo passa ele sempre pede desculpa
Me promete mudar, mas só que ele nunca muda
Pedir ajuda ou voltar pra casa dos meus pais
Não sei! Só sei que não aguento mais
De madrugada, prostrada, orando no canto da sala
Decidi por um fim, eu não sou saco de pancada
Quero paz, uma vida tranquila e sossegada
Ir atrás dos meus sonhos e me sentir amada
Eu sei que você pode, mulher você é forte
Denuncie! Essa atitude pode te livrar da morte

Sonhos, quantas vezes deixei de sonhar
A vida é desafio mas tenho que acreditar
Dificuldades vem, mas preciso ter fé
A vida na selva de pedras é assim que é
Sonhos, quantas vezes deixei de sonhar
A vida é desafio mas tenho que acreditar
Dificuldades vem, mas preciso ter fé
A vida na selva de pedras é assim que é

Letra enviada por Samira Silva

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Ministério Estratégia no Vagalume.FM

ESTAÇÕES