• Vagalume
  • A-Z
  • Estilos
  • Top 100
  • Playlists
  • Rádio
  • Hot Spots
  • Notícias
  • Play
    PLAY

    Lá vem a força, lá vem a magia
    Que me incendeia o corpo de alegria
    Lá vem a santa maldita euforia
    Que me alucina, me joga e me rodopia

    Lá vem o canto, o berro de fera
    Lá vem a voz de qualquer primavera
    Lá vem a unha rasgando a garganta
    A fome, a fúria, o sangue que já se levanta

    De onde vem essa coisa tão minha
    Que me aquece e me faz carinho?
    De onde vem essa coisa tão crua
    Que me acorda e me põe no meio da rua?

    É um lamento, um canto mais puro
    Que me ilumina a casa escura
    É minha força, é nossa energia
    Que vem de longe prá nos fazer companhia

    É Clementina cantando bonito
    As aventuras do seu povo aflito
    É Seu Francisco, boné e cachimbo
    Me ensinando que a luta é mesmo comigo

    Todas Marias, Maria Dominga
    Atraca Vilma e Tia Hercília
    É Monsueto e é Grande Otelo
    Atraca, atraca que o Naná vem chegando

    Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção »

    Comente
    user 300 caracteres restantes. Enviar

    Todas as letras de Milton Nascimento
    Escute Também

    Publicidade
    Notícias
    Mais notícias »
    Hot Spot
    Top Músicas do Vagalume
    Top 100 »

    As informações deste site são postadas integralmente pelos usuários. É importante dizer que é possível que os dados estejam desatualizados ou incorretos, sendo assim, o Vagalume exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas.Caso haja interesse em remover ou alterar alguma informação, entre em contato conosco.


    É permitida somente a visualização no site das letras de músicas encontradas aqui, vedada sua reprodução através de quaisquer outros meios (Lei 9610/98).Todas as letras de músicas são propriedade dos seus respectivos autores e divulgadas somente para fins educacionais.All lyrics are property and copyright of their owners. All lyrics are provided for educational purposes only.