Ahau Katún

Miasthenia


Profecias do último katún
Hieróglifos sagrados do templo
Prenúncios do fim, reinados da morte

Ameaça de seres bacabs que sustentam o firmamento
Triunfos de akabich ahau, a face da noite

Deuses do sol, antigos impérios em batalhas rituais
De além-mar vieram os dzules, usurpar as glórias do templo

Quebrar-se-á a face do sol
rompendo ciclos de renascimento
Reinando forças estéreis em todo o inframundo
Sacrifícios de mortos letárgicos
que aguardavam o renascimento
Para a glória de akbal, aflição no mundo sublunar

Lua e sol cairão, céu e terra desaparecerão
Manchando de sangue a alma do templo
Benção celeste eliminada

O chilam suplica aos deuses
Seu templo coberto de sangue
Sinais de infortúnio, de injúria e escravidão

Mortos que aguardam no limbo choram e não retornarão
O chilam no alto do templo contempla a morte
O décimo terceiro katún, a prisão de seus deuses

Renascem os nove níveis do inframundo
afastando poderes celestes
Semeaduras ouvirão a morte do chilam
Será o grande sono
Será o grande sono, mas a alma do templo voltará
A alma do templo voltará

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Miasthenia no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS