Página inicial > M > Mente Farta > Submundo do Subúrbio

Submundo do Subúrbio

Mente Farta


Vinex)

Filme triste, insite!
Hoje é mais uma mãe que chora!
Esperando seu filho que volta pra casa
pergunta o porquê da demora

Chora! O pai já foi embora
Quando nasce ele some na hora
E o filho correndo perigo procura
abrigo, na rua ele mora agora!

Lá fora a chuva cai, junto com lágrimas
E a mãe com terço agora reza as suas lástimas

Pergunta a si mesmo sozinha no canto aonde errou
Buscando uma frota que tenha saída
Peridida na vida ela pede ao Senhor

Por favor! Esquecendo o sentido de sorrir
Sem incentivo, só deixa o destino
Procura um motivo só pra prosseguir

Desistir? Nunca é a solução!
A dívida aperta o bolso, mas não se compara
Quando aperta o coração!

Motivação... Quando a cabeça persiste
A esperança eu sei que acomoda
Mas sei que é foda
Quando o coração desiste

É triste! Eu sei que existe a felicidade
Mas isso não cala minha boca
Pra que eu cante a realidade

Truta!

A felicidade... A felicidade
Eu sei que existe, então não desiste
Quem procura acha!
Só Tenha Coragem!

A felicidade... A felicidade
Eu sei que existe, então não desiste
Quem procura acha!
Positividade!

Refrão

Chapa, ataca! É sem mente fraca
Quem vai na bota, sai da rota
E não empaca!
Lota ssó ideia que te faz bem
Acredite em você, que só por ir além

(Mun)

Psicológico envolvido
seguiu a vida toda errada
só preocupa os importantes
e ajuda os mais babaca

Com a vida toda torta
não pensou nas consequências
tropeçou em uma vala
e caiu na correnteza

De emoções, matou e morreu
por corre errado, agora pelos
canto se arrepende mas calado

Não vive pela família
vive pela insegurança
psico alterado
com um nó na garganta

Ta sem saída, sem opção
No mundo perdido
Devendo
com o cu na mão

A fraqueza é um mal
que a muitos convém
A fraqueza te leva
e ela o torna refém

Refrão

Chapa, ataca! É sem mente fraca
Quem vai na bota, sai da rota
E não empaca!
Lota ssó ideia que te faz bem
Acredite em você, que só por ir além

(Messias)

E a caminhada se complica
Quando "cê" trupica
Com os louco ao seu redor
Maria pó
E os demo atiça

Atiça todo dia, bem
No canto do ouvido
Achar a solução, dizer não
Fica difícil

Então sai fora
Se liberta do que leva no seu dia
"Cê" nunca ta sozinho
Os vultos são sua companhia

Te guiam pra um caminho sem volta
E sem opção
Sua psicose se redobra
Remédio é made in fundao

Que te toma por dentro
Cresce como uma praga
Então quando for perceber
Seus estado é grave, sua esperança é baixa

Ai daqueles que o aviso
Que se importaram com você
Viram seu fim, viram seu erro
Infelizmente te viram morrer

Em um vicio tão clichê
No qual se afogou
Ficou cego, se fudeu
Guerreiro pra ti acabou!

A dependência prevaleceu
Não escutou os seus
No labirinto da mente
Infelizmente "cê" Perdeu

Letra enviada por Vinexgalvani

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mente Farta no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS