Página inicial > M > Melanie Klain > Marcas do Abandono

Marcas do Abandono

Melanie Klain

Análise do Caos


Rejeição
Somente o que restou pra mim
Solidão
As vezes não é tão ruim
Não digo que eu estou feliz
Lembrando de tudo que eu fiz

E onde estão
Aqueles que um dia criei
E foi em vão
Doar amor como eu doei
Um tempo que mudou demais
São filhos que abandonam pais

E tempo me fez conformar
De que eles não vão voltar
Desculpa pra me esquecer
Pois me deixaram pra morrer

Somente o que restou pra mim
Somente o que restou pra mim

É as lágrimas que eu derrubei
Foi algo que eu não precisei
E não venha pedir meu perdão
Pois congelei meu coração
E a cada memoria parece que machuca mais
Eu me lembro dos rostos e agora pra eles tanto faz
sofrendo calado por fora aparento estar bem
E nas horas de prece só peço a presença de alguém
E chego ao final dessa vida
Apenas pedindo atenção
Acordo vestindo a tristeza e me deito de noite com a decepção
Mas tenho que sentir orgulho da pessoa que eu me tornei
Pois eu sei que no leito de morte se encerra o ciclo que eu mesmo criei
E mesmo que ninguém se lembre que um dia eu estive aqui
O que importa é que sei
Minha parte eu fiz no que pude ajudar
Sempre dei atenção e não pude cobrar
Mas acima de tudo serei a saudade de alguém

Compositor: José Eduardo Alves

Letra enviada por pedro bertti

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Melanie Klain no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS