Página inicial > M > Melanie Klain > Cartas de um Suicida

Cartas de um Suicida

Melanie Klain

Análise do Caos


"Tenho um peso em minhas costas, não consigo caminhar, minha alma sem forças para seguir, me despeço com felicidade daqueles que amo, a dor vai acabar e a saudade vai ficar dos momentos bons, assim espero, para mim já não existe saída. Cuide de quem eu deixo, confio em você, vou feliz, vou em paz, assim escolhi, para mim acaba aqui, perdoe minha escolha"

"Nem mesmo o choro do meu menino, longe a me procurar me tira a concentração, aqui dentro não existe mais nada, tudo foi arrancado sem piedade alguma, ninguém pensou em mim, em sentimento, cada um por si e hoje eu por mim, fiquem em paz"

"Não sei mais o que fazer, mas parece que alguém m chama, sinto minha alma congelar, minhas forças diminuírem, o desespero toma conta de meus pensamentos, me sinto sufocado por todos os meus sentimentos, meus Deus o que está acontecendo, Desculpem mais não consegui ser forte"

"Talvez não seja a melhor saída, mas no escuro desse trilho é a luz que brilha lá, me chamando para perto dela, só quem viu sabe o quanto é instigante a vontade de ir tocá-la. Me despeço de todos, Adeus"

Se eu trocar sofrer por morrer
Não se espante
É o final que se inicia
Eu não verei mais a luz
Não se preocupe
Mas que ela seja seu guia

E quantas vezes eu deixei
E me afastei de tudo
Não cuidei de mim
E agora tempo acabou

Não
Sou
Quem Eu Sempre Quis Ser
Adeus
Para Todos Vocês

E hoje a angustia bate forte
Eu vejo o sangue escorrer
Por covardia aceito a morte
Da vida que me fez sofrer

Não
Sou
Quem Eu Sempre Quis Ser
Adeus
Para Todos Vocês

E agora que eu estou partindo
Eu vejo um filme se passar
Nas fotos que eu estou sorrindo
Já me pensava em me matar

Não
Sou
Quem Eu Sempre Quis Ser
Adeus
Para Todos Vocês
E Entregue Reze
Lute Mude
E Peça Mais Um Pouco De Atenção

E pode ser que eu acredite
Que todo esse sofrimento possa mesmo terminar
Acorrentado preso todo a tristeza
Sinto os últimos momentos minha vida acabar
Recordando todo tempo
Vejo que esta batalha já não ia adiantar
Essa luz no fim do túnel
Já se torna uma miragem e não pode me salvar

Compositor: José Eduardo Alves / Pedro Bertti

Letra enviada por pedro bertti

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Melanie Klain no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS