Página inicial > Indie > M > Mekanos > Vento N'água

Vento N'água

Mekanos


O abismo da sua voz que vem dedilhar o violão
O abismo da sua voz que vem improvisar no coração
É a dissonância dos seus lábios nas rosas
É a dissonância dos seus lábios nas estrelas
Que me faz sumir
Evaporar
Ir aos seus olhos negros
Virar a dor pelo avesso

É a dissonância dos seus lábios nas rosas
É a dissonância dos seus lábios nas estrelas
Que a barca vai seguir
E acalmar
Ir aos seus olhos negros
Seu vestido vermelho
Só as águas me entendem.

Morena,
Sabia, o vento conversa feito um poeta
Pequena,
O seu nome ele dispersa na minha gaveta

É a dissonância dos seus lábios na chuva
É a dissonância dos seus lábios na alma
Que me faz sumir
Evaporar
Ir aos seus olhos negros
Virar a dor pelo avesso

A barca vai seguir
E navegar por aí.
Ir aos seus olhos negros
Seu vestido vermelho
Remar pro seu sorriso
Só as águas sabem como é.

Compositor: Gustavo Infante / Victor Negri

Letra enviada por Banda Mekanos

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mekanos no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS