Página inicial > Rap > M > Mc Tubaína > O Vale É Zika

O Vale É Zika

Mc Tubaína


De onde os maloqueiro vem gingando de boné e as patricinhas brigam pra cata os mais vagabundo das rodas,
jogado nos panos largado, fechado com os muleques bom.
O filme é triste, haja pique pra chegar lá no centrão.
Onde as conduções tão lotadas, os mais ligeiros chegam primeiro só na remada.
Skateboard é vida, é a vibe, o lema por lá!
Sai da borda, do coupe, o skate vai passar a mil!

Tá com nóis tá em casa, nas quadras, neguin derrubando a tabela nas enterrada,
passou na sua frente e gingou, pesadão, moscou, já foi.. num desacredita não.
moleque só, fica ligeiro ó,
que passa mal não vale pegar no goró.
Só moleque doido vendo o jogo na final, os vagabundos de motinha vem chamando no grau.
Ôô, vem chegando com os maloka..

A leste é correria sim mas fica entoca,
poque quem num é visto num é lembrado, rapá.
E a zona sul tá que tá, são vários copos cheios pra brindá.
Eii camaradinha, aqui nunca foi lugar de estrelinha não.

Os meninos tão empenhado na missão.
Se seu trampo num rendeu tenta no outro verão.
hahaha, nóiz num estamos pra brincar.
Ninguém dorme por aqui enquanto o disco num tocar.
Irmão, num estamos brincando de se artista, e chama nas canela se num for vestir a camisa.

Vem com nóis sangue bom.. fita esses neguin..
Chegando no sapato mocado, devagarinho..
Minha casa, meu povo, minha quebrada, minha vida.
O vale é.. ZIKA! O vale é.. ZIKA! (2x)

Tipo os racha no recreio da escola.
Os moleque dança break ao invés de jogar bola.
É a brisa do cheiro de tinta espalhada, a mochila com as latas, o pião na madrugada.
É o canetão, os combos do sticker,
é a mulecadinha na oficina de graffiti,
é o show de bola dos times de streetball,
o multirão de graffiti lá no colonial.

É a satisfação de fazer essa cena andar,
os versos do freestyle que faz cabeça rolar,
os perrengue das antiga, os pião que nóiz fez,
é o centrão boladão, a loja do juarez.
Nossa casa, as festas lotadas.
É as mina que vem, os djs que esculaxa,
é o trampo do bruninho, o corre do axl.
Na rua do flow, só tando lá pra sentir na pele!

É os irmão das missões, das zueiras,
é o futebol de várzea levantando poeira,
é o ladrão trocedor do time da quebrada,
é bar domingão lotadão rolando uma batucada.
É o vale - sp invandindo a sua casa!
Os b.boy que leva o cinturão lá na raça, domina nas rodas,
é orgulho pros pais.

Favela os meninos, é talento demais.
Hoje é polo industrial, mas tem artesanato!
A criatividade de monteiro lobato ainda vive por aqui, envolvida no rap, na vida, na sede de vencer desses moleque.

Vem com nóiz sangue bom, fita esses neguin..
Chegando no sapato mocado, devagarinho..
Minha casa, meu povo, minha quebrada, minha vida..
O vale é.. ZIKA! O vale é.. ZIKA! (2x)

Beat: Skeeter

Compositor: Tubaína

Letra enviada por José Ricardo

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mc Tubaína no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS