Página inicial > Funk Carioca > M > Mc Daleste > Rosas Envenenadas

Rosas Envenenadas

Mc Daleste


A rosa é bela mas cheia de espinhos
Só eu que não vi
Seu sorriso é lindo, olhar de labirinto
Aonde eu me perdi
Como pode a maldade do mundo impedir
E fazer minha mãe chorar ao invés de sorrir

Eu tava no baile Funk
Ela veio querendo dançar
Olhando nos olhos descendo até o chão
Não consegui controlar
Depois do baile a gente se envolveu
Ela prometeu me levar para o céu
Talvez tenha me levado mesmo
Só lembro de acordar num quarto de um Motel
Olhei para o lado e não vi mais ninguém
Apenas um bilhete escrito: Meu bem
Meu nome é Andressa esqueci de dizer
Foi um prazer te conhecer, seu número está salvo
No meu celular
Quando der eu prometo te ligar
Beijo na boca já sinto saudade
Sabe onde me encontrar
Tudo bem, tomei banho, me troquei e fui embora
Dor de cabeça, tontura, ressaca
Já era uma hora
Joga a bola pra frente, hoje é um dia como outro qualquer
Por incrível que pareça não me lembro do rosto daquela mulher
Também não me lembro de usar preservativo
Acelerou meu coração
Isso é bom pra mim aprender
Nunca mais vou pro baile e fico "locão"
Mas o pior estava por vim
Dois meses depois veio uma ligação
Pra minha surpresa era a Andressa
Mas uma tristeza pro meu coração
Meu desespero foi lançado
Quando eu soube que ela tinha engravidado
Mas pelas burrices eu mereço
Minha vida virou pelo avesso

Compositor: MC Daleste

Letra enviada por Karol autêntica

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mc Daleste no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS