Página inicial > Rap > M > Mattenie > Ofício

Ofício

Mattenie


Eu sou do vale, aqui não vale trair,
aqui não vale fugir da briga não pensa que não vamos agir
Juntamos os planos e o manos, sabemos na onde que tamos e vamos
Atrás do que é nosso sem pedir licença foi mal minha crença é fazer o que posso
Vê se aprende a lição, padrão da minha raça é caça então faça o que nunca foi feito
Se ganhar respeito é sujeito a patrão
Restos de sono pelo colchão, normas da casa ninguém dorme não
é sem parar, só trampar, vai pega os discos e sai na missão

(Refrão)

São, esses muleques no rap trampando a milhão
Com todo a sua de-di-ca-ção então não-vem-não
Dizer que vai dar errado, é melhor ficar calado
Com todo empenho não venho pra cair no chão
Meu limite é o céu com troféu de campeão-na-mão
Quero ver quem vai jogar
Quero ver quem vai perder, quero ver quem vai ganhar

O skeeter com kit faz beat para eu fazer hit
Que o instrumental me excite, que nem os graffit na city daí não desacredite
Insiste, dando seu suor o melhor há de vim, tô vivendo assim
tá dando certo pra mim, alcançar glória no fim
Não é do nada que tudo vem, tem que parar e correr atrás
Sempre reclama que nunca tem, assiste e não mostra como se faz
A nota é zero e quer nota de cem, o erro é de certo se querer mais
(mais, mais) ao menos alguém, mesmo cansado trampa e é capaz.

(Refrão)

São, esses muleques no rap trampando a milhão
Com todo a sua de-di-ca-ção então não-vem-não
Dizer que vai dar errado, é melhor ficar calado
Com todo empenho não venho pra cair no chão
Meu limite é o céu com troféu de campeão-na-mão
Quero ver quem vai jogar
Quero ver quem vai perder, quero ver quem vai ganhar

Letra enviada por

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Mattenie no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS