Página inicial > Sertanejo > M > Matogrosso e Mathias

Letras

  1. 08. Perdoa

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS

FOTOS

matogrosso-mathias - Fotos
matogrosso-mathias - Fotos

+7

- Fotos

Na cidade de Vista Alegre do Alto, São Paulo, nasceu João Batista Bernardo. Criado na roça com 11 irmãos, cresceu sob os cuidados do pai, um imigrante italiano de nome João, e da mãe, uma morena que trazia no sangue a mistura do negro com o índio e dona de uma voz espetacular chamada Adélia.

O pequeno João observava a mãe que, naquela época, além de lavradora, emprestava o seu talento para festas, bailes e igreja. Se Adélia cantava, ele também poderia! Foi então que o irmão, Jeremias, decidiu ajudar João a aprender a cantar.

O primeiro violão veio através de uma rifa. Aos oito anos e com a ajuda de Jobs, um fazendeiro que chegou a ser prefeito da cidade, João Batista deu os primeiros acordes.

Aos 18, se mudou para Cáceres, Mato Grosso. Lá foi contratado para trabalhar como vendedor em uma famosa loja de departamentos e também foi convidado a integrar a banda The Players, formada apenas por militares. Em companhia Jeremias, montou a dupla Planície e Planalto. Durante o dia trabalhava como vendedor. Com Jeremias, se apresentava na Radio Difusora de Cáceres e a noite cantava na banda The Players.

O emprego de vendedor estava com os dias contados. O gerente da loja, Zezinho, gostava tanto da banda que decidiu contratá-la para fazer shows nos bairros. No repertório, Beatles e Roberto Carlos.

Em Cáceres o sucesso estava garantido, mas ele desejava mais. São Paulo era o destino certo para quem queria apostar no sonho da música. Em 1968 decidiu seguir o coração.

Saindo de Mato Grosso, chegou na cidade grande sem emprego, sem dinheiro e sem ter para onde ir. Com a ajuda do primo, conseguiu um trabalho e foi morar em uma pensão.

Nesta época, João começou a frequentar o Café dos Artistas, um reduto de cantores e artistas circenses, de quem já fazia sucesso e de quem sonhava fazer. Foi assim que ele conheceu Anísio Roberto de Carvalho. Entre duetos descompromissados e formações com outros parceiros, nasceu a vontade de cantar com o colega. Juntos, João Batista e Anísio se apresentavam em festivais, casas noturnas e churrascarias.

A busca então passou a ser por uma oportunidade na gravadora Chantecler. Durante quase três anos, João Batista realizava constantes visitas pedindo uma chance. Dr. Braz, o diretor, quando recebia João, solicitava que ele voltasse na semana seguinte. Até que decidiu mostrar o trabalho da dupla para o produtor Dino Franco. Marcado o horário, João Batista e Anísio foram para o estúdio. Coincidentemente, Liu e Leo e Zico e Zeca estavam no mesmo local. Dino Franco fez uma roda e pediu para João e o parceiro cantarem algumas músicas. Todos ficaram encantados! Duas ou três canções abriram espaço para todo o repertório do show e, desta forma, a decisão foi tomada: a gravadora iria produzir o primeiro Lp.

Segundo Dr. Braz, João Batista e Anísio não era um nome artístico e eles precisariam pensar em algo diferente. A primeira opção foi Caio e Calmon, que de cara foi rejeitado. Disco pronto, foto escolhida para a capa e eles ainda não tinham um nome. Cogitaram Domingo e Feriado, também negado pela Chantecler. João Batista teve uma brilhante ideia: como ele veio de Mato Grosso e lá, bem próximo, já na Bolívia, existia a cidade de San Matías, criou Matogrosso e Mathias!

E assim, em 1976, Matogrosso e Mathias iniciam uma trajetória espetacular. Ao todo são 42 anos de carreira, 36 registros entre Lp e Cd, quatro em Dvd, 15 discos de ouro e cinco de platina, além de um pocket gravado em estúdio. Sucessos como 'Pele de Maçã', '24 Horas de Amor', 'Tentei Te Esquecer', 'De Igual Pra Igual', 'Na Hora do Adeus', 'Boate Azul', 'Retrato de Mãe', 'E Aí' e 'O Meritíssimo' se transformaram em hinos da música sertaneja.

A atual formação traz o casamento perfeito das vozes com o sobrinho, Rafael Belchior. Juntos, Matogrosso e Mathias viajam pelos quatro cantos do país, realizam 20 shows por mês e encantam a todos com os clássicos que apenas os grandes e verdadeiros nomes da música possuem.


Redes sociais