Fermento

Matheus Prevot


Garota esperta
A flecha que acerta
A porta entreaberta
Do meu pensar

Fere astuta
Abraça e me chuta
E parte pra luta
Sem se apegar

Moça bonita
Um mar que se agita
E o peito palpita
E quer se apressar

Pois o seu cheiro
Cor e tempero
Atiçam ligeiro
Meu paladar

Um momento
Ou quiçá, um tempo
Pra mim para sermos dois

O fermento
Pro sentimento
Pra sempre ou até depois

Linda menina
Transa divina
Minha morfina
Meu pó, meu par

E não tem erro
Quando me enterro
Há um grito, há um berro
Bom de escutar

Ela é a certa
Não tem incerta
Nem outra seta
Pra me guiar

Ela é a fada
Mágica maga
Ninfa sagrada
A iluminar

Compositor: Matheus Prevot, Léo Gonzaga

Letra enviada por Matheus Prevot

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Matheus Prevot no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS