Ergam as Taças

Marrequinho e Nuvem Branca


Ergam as taças, gritem glória
É tua vitória sobre mim
Morro, já estou morrendo
Vens depressa, estou no fim

Vens ver como morre um homem
Já podes cantar glória
Traga os amigos e também bebida
Vens brindar a tua vitória

Não vá sujar o teu vestido
Neste ambiente onde vivo sofrendo
Pobre e tão escuro
Não tem o luxo em que estás vivendo

Mas não foi nos botequins onde bebo
Nem nas sarjetas, nem mesmo no chão
Que com amor puro e sincero
Recebi a tua negra traição

Compositor: Waldomiro Bariani Ortêncio, Lindomar Cabral

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Marrequinho e Nuvem Branca no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS