Adeus Boemia

Marrequinho e Nuvem Branca


Garçom
Por favor retire da mesa a bebida
Porque
Talvez bebendo não sei o que faço

Companheiros ergam seus copos
E por despedida brindem o meu fracasso
Pois quem eu amo está tão diferente
E neste ambiente vejo ela passar de braços em braços

Enquanto eu sofro
Tamanha tortura desta triste dor
Ela vaga de mesa em mesa
Expandindo-se toda em sorrisos e beijos de amor

Adeus
Companheiros de farras e de boemia
Adeus
Colegas das trovas e da cantoria

Olvidarei
Hoje esta vida e não voltarei talvez nunca mais
Porque
Não quero que outra me faça o que esta mulher me faz

Compositor: Campeão, Marrequinho

Letra enviada por Pedro Paulo Mariano

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Marrequinho e Nuvem Branca no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS