Palmeira

Maria do Amparo


Sou eu aquela palmeira que o vento balançou,
Me levou pra lá e pra cá, suportei o frio e o calor.
Suportei as chuvas e os vendaval que os meus sonhos e flores levou.
Deus permitiu eu perder quase tudo,
mas minhas raízes e tronco ficaram. (2x)

O vento veio a mil por hora, bateu aqui mas não arrancou,
muitas palmeiras tombaram e caíram,
Porém, continuo firme no Senhor.
Muitos me olham e não acreditam,
Outros até nem me dão valor.

Parentes e amigos me desprezaram,
mas dentre os destroços que ficaram,
Uma mão amiga me levantou.
Foi Deus que me levantou com suas mãos fortes,
mais firmes que nunca hoje estou.

O vento vem, o vento vai, balança o crente pra lá e pra cá,
Mas ele não cai.
O vento vem, o vento vai, balança o crente pra lá e pra cá,
Mas ela não cai.
Balança o crente pra lá e pra cá, mas ela não cai.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maria do Amparo no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS