Galope

Maria Bethânia


O galope só é bom quando é à beira-mar
O galope só é bom quando se pode amar
Esse mote só é bom bem livre de cantar
Falar em morte só é bom quando é pra banda de lá
Ê, sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalançá
Casa de ferreiro, espeto de pau
Quem não bole em espinho
Nunca vai se dar mal
Quem não dança minha dança melhor nem chegar
Se puxou do punhal, tem que sangrar, ê
Tem que sangrar, ah
Tem que sangrar, ê
Ê, sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalançá
Fecha essa cancela aí, nego
Fecha essa cancela aí
Não deixa o diabo entrar
Pois ele já chega em fogo
Agarra a mulher na dança
E não deixa ninguém mais dançar
Ê, sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalançá
Fez que nem carrapeta no chão
E virar folha seca no ar
Ê, sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalançá




(Postado por Cláudio Cleudson)

Compositor: Gonzaga Junior

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Maria Bethânia no Vagalume.FM

ÚLTIMAS

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS