Página inicial > Pop/Rock > M > Marco Zero > A Inexorável Marcha do Tempo

A Inexorável Marcha do Tempo

Marco Zero


Vamos começar de onde nós paramos ontem
Ou vamos fazer diferente dessa vez
Todos os dias às sete horas cartas que ela escrevia
Que ele queimou sem ler, que ele queimou sem ler

Disse ela: só é certo o que está perto, o que eu sou
E se der, não importa a dor
Quero fazer do mundo tudo que eu sonhei
Certo, o que lhe peço, o nosso tempo, o que restou
E se der, mostre por favor, quero saber do mundo tudo que eu não sei

Tudo pronto aqui mas se ela não chegou
Espere mais um pouco, acho que isso é só um atraso
Passamos tantos anos esperando um desfecho
Não fique triste, acho que a nossa história não tem fim

Disse ela: só é certo o que está perto, o que eu sou
E se der, não importa a dor
Quero fazer do mundo tudo que eu sonhei
Certo, o que lhe peço, o nosso tempo, o que restou
E se der, mostre por favor, quero saber do mundo tudo que eu não sei

Procuramos por uma árvore em todo canto
Por centenas de quilômetros
Mas não havia nada ali
Mas não havia nada ali
Mas não havia nada ali
Mas não havia nada ali

Disse ela: só é certo o que está perto, o que eu sou
E se der, não importa a dor
Quero fazer do mundo tudo que eu sonhei
Certo, o que lhe peço, o nosso tempo, o que restou
E se der, mostre por favor, quero saber do mundo tudo que eu não sei

Compositor: Nenê

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Marco Zero no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS