Página inicial > M > Marcelo Junckes > O Fantasma da Rua XV

O Fantasma da Rua XV

Marcelo Junckes


Penso no mundo e tenho insônia ligo a tv não vejo nada
abominaveis governantes ameaçam despedaçar ascriancinhas
com seus belos aviões

olha só que lindo tanque esmagador
os soldados trucidados cumpriram seu dever
os generais já comemoram
é uma tortura achar remédio pra própria insanidade

olha quanta estrela carrego no meu terno meu pai iria se orgulhar
e mancharam de sangue a porta da escola
envenenaram toda a água
estão jogando lá do céu refrigerantes são coloridos têm a foto de alguém

refrão:

revalidaram a burrice
os moldes da rebeldia
tudo é moderno e tão recente
o que a mil anos existia
a juventude espera muito mais do que essa idéia de revolução, evolução!

tenho respostas que não batem com as perguntas
sei qual notícia vai ser capa de amanhã
passei a noite refletindo sobre nada
nada me sobra e o que eu tenho de pensar
pois já nos querem todos burros que é pra não ter opinião
a amazônia já tem dono, mas falta uma prestação! refrão.

Encontrou algum erro na letra? Por favor, envie uma correção >

Compartilhe
esta música

Ouça estações relacionadas a Marcelo Junckes no Vagalume.FM

MIX DE MÚSICAS

ARTISTAS RELACIONADOS